Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Marquinho confia no Flu e diz que ano ainda não está perdido

Meia usa exemplos de 2009 e 2010 para acreditar numa arrancada do time no segundo turno do Brasileirão

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Oito meses se passaram e por enquanto os torcedores do Fluminense ainda não tiveram motivos para festejar o ano de 2011. Diferentemente das duas temporadas anteriores, quando o time de guerreiros se livrou de forma heróica do rebaixamento à Série B e conquistou um título brasileiro após 26 anos de espera. Apesar dos fiascos no Carioca e na Libertadores e da 11ª colocação no Brasileirão deste ano, com 25 pontos em 19 jogos disputados, Marquinho não considera o ano perdido e diz que ainda é cedo para pensar em 2012.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

“Nunca vou deixar de acreditar nessa equipe. Esse grupo é forte e unido. Nos últimos anos, já mostramos do que o Fluminense é capaz e que sempre consegue se recuperar nas horas mais difíceis. Mas é cedo para pensar em 2012. O ano ainda não está perdido. As outras equipes também estão oscilando. Quem está ganhando ainda vai perder muito e quem está perdendo vai ganhar. Estamos no meio da tabela e com uma sequência de três ou quatro vitórias vamos encostar nos líderes e quem sabe brigar pelo título”, afirmou o apoiador.

Apesar de os resultados em 2011 estarem longe do que todos esperavam, Marquinho afirma que o ambiente continua sendo o mesmo. No entanto, o camisa 7 revela que muitas vezes a amizade e as brincadeiras são deixadas de lado e substituídas por uma puxão.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Nós temos conversado muito e sabemos que não estamos rendendo o que podemos. Precisamos melhorar. Mas passar a mão na cabeça um do outro não vai adiantar nada. Mas isso fica entre nós. As vezes um jogador precisa de uma palavra carinhosa, outras vezes de um puxão de orelha”, explicou Marquinho.

Um dos remanescentes do time de 2009, o jogador reconhece que muitos erros foram cometidos nos bastidores do clube fora de campo, mas diz que passou da hora de deixá-los no passado e seguir em frente.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos

“As campanhas de 2009 e 2010 servem como exemplo, mas elas estão no passado. Não adianta a gente querer fazer igual, pois elas não voltam mais. Ficamos um tempo sem treinador e muitas outras coisas aconteceram, mas isso não serve mais de desculpas. Nós sabemos que estamos muito longe do que queremos e temos que achar uma saída para sairmos dessa situação e voltarmos a vencer”, afirmou.
 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011FluminenseMarquinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG