Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mark González lamenta erro da Polícia que o levou a ser acusado de estupro

Culpado chama-se, na verdade, Mario González. Jogador afirma que policiais pediram desculpas pela confusão

EFE |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882133952&_c_=MiGComponente_C

O jogador chileno Mark González, do CSKA Moscou, expressou nesta segunda-feira seu desconforto por ter sido vinculado a um caso de estupro e lamentou o erro da Polícia russa, que confundiu seu nome com o de outro pessoa.

"Por meio da imprensa, soube da gravíssima acusação contra mim. A respeito disso, só posso declarar meu total desconcerto e absoluta inocência", assinalou o jogador de 26 anos através de um comunicado divulgado no Chile.

González explicou que nesta segunda, às 13h30 (horário de Brasília), a Polícia local se dirigiu ao CSKA Moscou para pedir desculpas "por ter cometido um lamentável erro ao ter confundido o nome de Mark González com o de Mario González".

"Houve um mal-entendido" com o nome do suspeito de violação de uma jovem russa, confirmou o porta-voz da do clube de Moscou, Serguei Axionov.

Segundo o meia chileno, a informação foi divulgada erroneamente pela imprensa russa: "Diante dos fatos, só me resta dar por encerrado esse lamentável capítulo e esperar que a Justiça condene os responsáveis por esse horrível ocorrido", finalizou González, que disputou a Copa do Mundo de 2010 pela seleção de seu país.

Leia tudo sobre: chilefutebol internacionalrússia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG