Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mario Gomez perde pênalti e Bayern não sai do empate com o Napoli

Time alemão dominou o jogo fora de casa, mas não fez gols e mesmo assim ainda é o líder do Grupo A

Gazeta |

A partida foi em Nápoles, mas o Bayern de Munique parecia atuar em casa e foi amplamente superior ao Napoli. O resultado, no entanto, foi apenas um empate em 1 a 1, que não alterou a situação dos times no Grupo A da Liga dos Campeões. Toni Kross fez para os alemães e Holger Badstuber, contra, igualou o marcador. No início da segunda etapa, Mario Gomez ainda desperdiçou um pênalti.

Após três rodadas, o Bayern mantém a ponta com sete pontos, a dois de distância do Napoli, segundo colocado. Na próxima rodada, as equipes voltam a se enfrentar, desta vez na Alemanha, em 2 de novembro.

O jogo
O Bayern de Munique não queria dar chance ao adversário e, mantendo a postura agressiva das últimas partidas, chegou ao gol logo aos dois minutos de partida. Boateng fez boa jogada individual e tocou para Toni Kross chutar de direita, na saída do goleiro.

Atuando em casa, o Napoli precisava dar uma resposta rápida aos seus torcedores e, cinco minutos mais tarde, Hugo Campagnaro achou Cavani livre, na entrada da área, mas o camisa 7 chutou à esquerda da meta de Neuer.

O jogo, então, foi ficando truncado e as chances de gol iam diminuindo. O Bayern era pouco melhor e conseguiu assustar em chutes de Lahm, Boateng e Mario Gomez. Nenhum, porém, exigiu grande trabalho do goleiro Morgan De Sanctis.

Aos 39 minutos, uma infelicidade castigou os alemães. O lateral Holger Badstuber se atrapalhou com a bola e acabou mandando contra a própria meta, empatando a partida para o Napoli.

No início da segunda etapa, o Bayern teve a chance de ficar à frente no placar de novo, quando o árbitro viu mão de Cannavaro na bola e assinalou pênalti. Mas Mario Gomez mandou na trave direita, desperdiçando a cobrança.

Os alemães pareceram não se abater e foram atrás da vitória já no minuto seguinte, mas Schweinsteiger parou no goleiro. Pouco depois, foi a vez de Thomas Müller tentar, mandando na trave, para alívio dos torcedores do Napoli, que viam seu time acuado, apenas se defendendo das investidas adversárias.

O bombardeio seguiu, e de todas as formas. De cabeça, em chutes à distância, com rápidas tabelas ou arremates cruzados, o Bayern tentou a todo custo achar o gol que lhe daria a vitória, mas a zaga italiana mostrou segurança e manteve o 1 a 1 no placar.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG