Volante do Palmeiras diz que chileno precisa de atenção especial por causa de histórico de lesões

O meia Valdivia é visto no Palmeiras como um jogador capaz de dar criatividade ao time. Para aproveitar o potencial do chileno ao máximo, o volante Márcio Araújo fala até em poupá-lo de outras funções em campo, para evitar um desgaste maior do camisa 10.

"O time ganha muito com o Valdivia, porque sua qualidade é indiscutível. O maior desafio nosso, dos jogadores, é também poupá-lo ao máximo em determinados jogos, não deixá-lo forçar tanto, porque sabemos do histórico dele de lesão. É um jogador fora de série e vai crescer cada vez mais com a sequência de jogos, vai nos ajudar bastante", afirmou o volante.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Valdivia voltou a jogar pelo Palmeiras na tarde de domingo, depois de quase três meses longe de partidas do clube, por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda e também da convocação para defender a seleção chilena na Copa América.

O meia deve ser confirmado por Luiz Felipe Scolari também na partida de quarta-feira, diante do Figueirense, em Florianópolis. Responsável pela proteção no meio-campo do Palmeiras, Márcio Araújo não vê tanta necessidade de Valdívia ajudar na marcação.

"Nem precisa. Se ele for marcar, estamos mortos, porque fugiria de suas características. Até pode acompanhar o volante, mas a função dele é armar as jogadas e precisamos disso, de um meia que trabalha bem a bola. Ele vai atuar melhor cada vez mais", concluiu.

Coloque seu time em 1º lugar da Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.