Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Márcio Araújo defende Assunção e Luan de críticas de organizada

Volante do Palmeiras diz que atacante é essencial para esquema de jogo e cita carreira de batedor de faltas

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Depois de Luiz Felipe Scolari defender Marcos Assunção e Luan das críticas da principal torcida organizada do Palmeiras , foi a vez de Márcio Araújo sair em defesa de seus companheiros nesta segunda-feira, na primeira entrevista coletiva após a derrota diante do Fluminense por 1 a 0 .

O volante se uniu a vários jogadores que já exaltaram a importância do atacante no esquema tático imposto por Felipão e também destacou a longa e vencedora carreira de Marcos Assunção, que tem 35 anos e consegue ser destaque nos treinos e jogos.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

“Não dá para a gente discutir com torcedor, porque se a gente falar mal deles, sempre vamos ser criticados. Mas também não tem como não defender o Luan e o Assunção. A gente conhece as pessoas pelos frutos que eles têm. Ele (Assunção) tem 35 anos e jogada forma que joga e até hoje. Não tem como julgar. Se ele fosse assim como a torcida organizada falou (chaceiro), ele não estaria jogando com 35 anos e mostrando qualidade. Se a gente está lá em cima, a gente deve muito a ele, pela qualidade que ele tem nas bolas paradas, pela liderança no elenco. Ele é um exemplo para nós. Vocês (imprensa) conhecem o cara e sabem que o Felipão até precisa brigar com ele para ele descansar”, disse Márcio Araújo, que, tradicionalmente, responde as perguntas com poucas palavras, mas, desta vez, não poupou para defender os companheiros.

“O Luan, por mais que todos questionam, é fundamental. Quando ele não joga, a gente sofre. Pela forma que o Felipão pede para a gente jogar, se ele sair, vamos ter que jogar tudo diferente, tem que mudar a forma. Se ele sair, a gente vai ter que recomeçar do zero. Qualquer um ficaria chateado com as críticas, mas vamos continuar trabalhando, apoiando, brincando dentro dos campos”, completou o volante.

A atitude de Luiz Felipe Scolari, de ir à mídia para defender os atletas e ainda chamar a responsabilidade, agrada aos jogadores. Araújo explica que ver o comandante, que poderia simplesmente não comentar o assunto, dá uma sensação de proteção ao elenco.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

A defesa de Felipão, no entanto, não ilude o volante. Ele sabe que as críticas virão sempre que o treinador achar pertinente.

“O pior é que torcedor, a imprensa e até mesmos jogadores não entendem a posição do técnico às vezes. Mas ele nunca deixou de defender o que é certo. Quando a gente toma a atitude, ele pode até falar o contrário, mas quando é o certo mesmo, ele defende. Ele poderia ficar quieto, porque tem moral com a torcida, tem respeito com a diretoria, mas não. Ele sempre defendeu a gente e a gente se sente protegido e sabedor que a gente agrada ele com nosso futebol”, finalizou Araújo.

O próximo jogo do Palmeiras é contra o Figueirense , nesta quarta-feira, em Florianópolis. O jogo está marcado para o estádio Orlando Scarpelli, às 21h50.

Leia tudo sobre: palmeirasmárcio araújomarcos assunçãoluan

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG