Wellington perdeu chance no último minuto em jogo fraco que terminou sem gols

Nem recuperação após dois jogos sem vitória e tampouco melhor futebol depois de dez dias de treinos em uma pré-temporada improvisada. Figueirense e Grêmio, respectivamente, fracassaram em seus objetivos na noite desta quarta-feira, em Florianópolis, pela décima rodada do Brasileirão.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Em uma partida com pouco futebol e muitos erros, o placar não poderia ser diferente: 0 a 0. Sorte do time gaúcho que escapou de perder aos 46 minutos do segundo tempo, quando Marcelo defendeu pênalti cobrado por Elias. O empate, porém, foi ruim para a ambição de ser campeão brasileiro. Basta ver a comparação com o time catarinense.

Confia a classificação atualizada do Brasileirão

O Figueirense, com 15 pontos, é o nono colocado. O time gaúcho é o 13º com três a menos. O líder Corinthians chegou a 28. Os dois times enfrentam o mesmo rival na sequência da competição. No sábado, o Figueirense desafia o América-MG em Minas Gerais. O Grêmio recebe a equipe mineira no próximo sábado, no Olímpico, em partida antecipada da 12ª rodada – há folga no final de semana, afinal, o confronto com o Santos foi adiado para 5 de outubro.

Miralles saiu do banco, mas não conseguiu ajudar o Grêmio a vencer o Figueirense
Futura Press
Miralles saiu do banco, mas não conseguiu ajudar o Grêmio a vencer o Figueirense
O jogo
Foi um primeiro tempo duro de ver. Erros de passe, finalizações sem direção e faltas em excesso tronaram a partida sonolenta. Melhor para o Figueirense que, ao menos, teve a iniciativa de procurar o gol.

Desde o primeiro minuto, o time catarinense foi superior. Teve em Fernandes um articulador perigoso, que quase sempre levou vantagem sob a marcação. Ele, aliás, perdeu a primeira chance do jogo. Aos 16 minutos, após cruzamento da direita, Mário furou em bola e deixou o adversário livre, dentro da pequena área. Marcelo fez boa defesa.

O lance foi o retrato do Grêmio. Atrapalhado, mal passou do campo defensivo. Escudero e Leandro não funcionaram como meias lateralizados e Douglas, então, ficou órfão na tarefa de abastecer André Lima, o único atacante do esquema 4-5-1. Tanto que construiu apenas uma chance: Douglas chutou de fora da área aos 20 para ótima defesa de Wilson.

A sorte gremista foi que o rival não soube aproveitar a melhor atuação. Ameaçou apenas com chutes de longe. Em um deles, Pitoni, em cobrança de falta, acertou o travessão.

“Tivemos dificuldades especialmente em controlar o Fernandes. É o que precisamos mudar no segundo tempo”, disse Julinho no intervalo.

A preocupação defensiva permaneceu por mais oito minutos, quando o treinador decidiu mudar. Trocou Escudero por Lúcio e Leandro por Miralles deixando o 4-5-1 de lado e ressuscitando o 4-4-2 com meio em forma de losango, utilizado por Renato Gaúcho. Deu pinta que iria funcionar.

No primeiro lance, Miralles driblou João Paulo e bateu para defesa de Wilson. Mário, após tabelar com Douglas, surpreendeu ao avançar ao ataque e quase marcar em chute rasteiro, que saiu pela direita.

Porém... o panorama da partida não mudou. Ficou foi pior. O Figueirense perdeu força e o Grêmio parece se contentar com o empate. Poucas chances de gol foram criadas na etapa final e o 0 a 0 foi o retrato da partida.

Deu tempo até para Marcelo defender pênalti, aos 44 minutos, após Gilberto Silva derrubar Wellington dentro da área.

FICHA TÉCNICA – FIGUEIRENSE 0 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 20 de julho de 2011, domingo
Horário: 21h50min
Árbitro: Diego Pombo Lopez
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Gilson Bento Coutinho
Cartões amarelos: Túlio, Edson Silva, Elias, Maicon (Figueirense) e Leandro, Gabriel, Lúcio, Gilberto Silva (Grêmio)

FIGUEIRENSE: Wilson; Bruno, João Paulo, Edson Silva e Juninho; Túlio, Pittoni, Maicon e Fernandes (Elias); Rhayner e Aloísio (Wellington). Técnico: Jorginho.

GRÊMIO: Marcelo; Gabriel, Mário, Rafael Marques e Bruno Collaço; Gilberto Silva, Fábio Rochemback, Leandro (Miralles), Douglas (Marquinhos) e Escudero (Lúcio); André Lima. Técnico: Julinho Camargo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.