Além dos cinco gols marcados, um dos destaques do time do Alto da Glória foi o defensor Luccas Claro

A goleada de 5 a 0 contra o Botafogo deu uma boa animada no Coritiba , que busca uma arrancada no Campeonato Brasileiro 2011 para terminar de vez com a irregularidade de bons jogos em casa e derrotas como visitante. Além do marcador elástico, um dos destaques do time do Alto da Glória foi o zagueiro Luccas Claro.

Seu desempenho foi exaltado pelo técnico Marcelo Oliveira, que deu moral ao garoto. "Eu passei muita confiança porque ele treina muito bem e tem velocidade. Nós buscamos passar para ele confiança e a tranquilidade. Ele pode defender de forma simples", afirmou o comandante coxa-branca, que não poupou elogios.

"Ele foi acima disso, além de marcar, ele tocou muito bem a bola. Mostra que o clube tem um trabalho de base bom. Assim como outros atletas que vão ajudar muito o Coritiba", completou.

Luccas passa a ser a principal opção para o setor, que ainda conta com Pereira e Emerson. Com as constantes lesões de Jéci e a fratura sofrida por Demerson, o prata-da-casa tem a chance de conseguir uma sequência em um momento importante do Coxa na competição, já que o time, se embalar, pode aproveitar os seguidos tropeços dos líderes para encostar no G-4.

Ataque também resolve
Os cinco gols marcados para cima do Botafogo mostraram que não só o setor defensivo conta com boas opções, mas o ataque também é um destaque do Alviverde. Já são 124 gols na temporada, um recorde para a equipe, que em 1972 havia feito 124. A marca ainda irá aumentar até o final do ano, um fato raro no futebol atual na opinião de Marcelo Oliveira.

"Hoje em dia, o futebol é muito diferente do que era praticado há 20, 30 anos. O jogo é muito mais físico do que era tempo atrás e, por isso, uma marca como essa é muito importante e precisa ser considerada. Nosso time tem essa vocação ofensiva, trabalhamos muito essa parte e estamos muito satisfeitos pelo rendimento", disse o técnico que, mesmo com esses números, lembra os erros de finalização ainda preocupam.

"Apesar de termos ficado alguns jogos em que a bola teimava em não entrar, caprichamos um pouquinho mais contra o Botafogo e conseguimos marcar os gols que não fizemos nas partidas anteriores", finalizou

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.