Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Marcelo Oliveira diz que Donizete pode ser ídolo no Atlético-MG

Segundo treinador do Coritiba, que tem história no Atlético-MG, volante contratado pode brilhar em Minas

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Gazeta Press
Leandro Donizete chega ao Atlético em janeiro e foi aprovado pelo técnico Marcelo Oliveiro
Técnico do Coritiba , Marcelo Oliveira conhece como poucos o Atlético-MG . Revelado pelo clube mineiro, o ex-meia é o 15º maior goleador da história atleticana , com 104 gols em 285 partidas. Além do período como jogador, Oliveira também foi técnico na categoria de base do Atlético-MG e também da equipe profissional. Ele dirigiu o time em 53 oportunidades. Na era dos pontos corridos ele só não comandou a equipe em jogos do Brasileiro mais do que Celso Roth . Com tamanho conhecimento de causa, Marcelo Oliveira diz que o volante Leandro Donizete tem tudo para se tornar ídolo em Minas Gerais.

Veja também: Volante do Coritiba é o primeiro contratado pelo Atlético-MG

Primeiro contratado pelo Atlético-MG para 2012 , Leandro Donizete trabalhou com Oliveira no Coritiba. De acordo com o treinador, o jogador que vai reforçar o time alvinegro tem boa marcação e sabe sair bem para o jogo. “Se ele jogar o normal aqui, vai virar um ídolo do Atlético. É um jogador que tem características que o torcedor vai gostar muito. Ele é muito determinado, muito dinâmico, faz uma marcação forte, mas também sai para o jogo, carrega a bola muito bem. Ele tem um preparo físico invejável”, disse em entrevista à Rádio Itatiaia.

Leia também: Atlético-MG espera anunciar mais dois reforços ainda neste ano

Se como atleticano a contratação de Leandro Donizete foi boa, como treinador Marcelo Oliveira só tem o que lamentar. Segundo o técnico do Coritiba, o clube paranaense não teve condição de segurar o jogador, já que a oferta do Atlético-MG foi muito boa. Nós fizemos um grande ano e nossos jogadores se valorizaram. Ele saiu para ganhar muito mais do que ganha no Coritiba. Era uma oportunidade para ele, que já estava há quatro anos no clube. Ele não é um garoto mais. Como técnico, eu lamentei a saída dele, mas faz parte do processo e temos que monitorar outros jogadores, para tentar substituir”, disse Marcelo Oliveira, que ressalta a parte física do novo reforço atleticano.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

“Ele é um caso a ser estudado. Se ficar um mês ou um mês e meio parado, por algum motivo, ele volta normal, entra normal. Não tem aquela questão de ritmo de jogo, não tem nada. Ele joga o tempo todo, treina normal e sai para o jogo”.

Se a marcação e o condicionamento físico são os fortes de Leandro Donizete, o volante deixa a desejar quando chega ao ataque. Apesar de conduzir bem a bola, o novo reforço do Atlético-MG não tem a finalização como uma característica, por isso faz poucos gols. Nada que preocupe, pois Marcelo Oliveira classifica Leandro Donizete como um jogador que toma conta do meio. “Ele não fez tantos gols, mas ele serve também (para chegar ao ataque), principalmente vindo de trás. Ele dá um ou outro chute de fora da área, mas toma conta do meio campo, pois tem muita dinâmica de marcação”.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG