Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maradona se diz "perseguido" na Itália e fala em treinar o Napoli

"Tenho problema com o fisco italiano, o que me faz sentir um ladrão, um enganador. Mas eu nunca roubei nada", declarou

Ansa |

O ex-jogador argentino Diego Maradona afirmou nesta quarta-feira que se "sente perseguido" toda vez que vai à Itália, sobretudo em razão dos problemas que tem com a Justiça do país. Apesar disso, ele fala em voltar para lá e que treinar o Napoli seria um sonho.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Toda a vez que coloco os pés na Itália me sinto perseguido. Toda a vez que volto [ao país], sinto uma sensação horrorosa. Tenho problema com o fisco italiano, o que me faz sentir um ladrão, um enganador. Mas eu nunca roubei nada da Itália e dos italianos. Eu só dei felicidade e diversão no campo", afirmou Maradona em entrevista à imprensa italiana.

Napoli está em sétimo lugar no Campeonato Italiano. Veja tabela de classificação

Getty Images
Maradona: problemas com a Justiça italiana
O ex-jogador é acusado na Itália de dever 40 milhões de euros (cerca de R$ 90 milhões) para o fisco, mas ele afirma que não tem "nada a ver com aquela dívida". "Eu sou a vítima, não o culpado. Mas, na Itália, me tornei o símbolo da evasão fiscal. É uma injustiça", protestou. "Sei que não sou o único na Itália que se sente perseguido pelos cobradores de impostos", continuou.

Leia também: Del Piero grava mensagem e "tira" jovem fã do coma na Itália

O ex-treinador da seleção argentina acredita que "algum dirigente do Napoli", onde jogou entre 1984 e 1991, "da época deu uma de esperto".

Veja mais: Final Barcelona x Bilbao já teve batalha campa com Maradona. Relembre

Maradona agradeceu a "todos aqueles que no passado e ainda hoje" se ocupam do seu caso. "Espero que tudo se arrume", atestou.

Leia ainda: Maradona é operado com sucesso de cálculos renais em Dubai

O desejo dele, segundo disse, é voltar para a Itália, país que diz amar, "sem me sentir um ladrão". "Não nego, gostaria de [treinar] um time italiano. E se este fosse o Napoli, bom, aí se realizaria um sonho", finalizou Maradona.

Leia tudo sobre: itálianapolimaradonafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG