Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maradona quer se acertar com fisco para poder voltar à Itália

País europeu cobra cerca de 94 milhões de reais em impostos não-pagos do ex-jogador argentino

Gazeta |

Ex-jogador do Napoli, o argentino Diego Maradona revelou neste domingo seu desejo de acertar-se com o fisco na Itália, para, assim, conseguir retornar ao país, onde atuou durante parte da década de 80.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Getty Images
Maradona deseja reencontrar amigos na Itália
A Justiça no país europeu cobra do atual comandante do Al Wasl, dos Emirados Árabes, cerca de 40 milhões de euros (R$ 94 milhões) de impostos não pagos, fato que, segundo o argentino, não passa de um equívoco.

"Nunca fui condenado pela Corte Suprema e quero esclarecer tudo para finalmente fazer as pazes com o Fisco e com a Itália, e por fim a tantos equívocos e injustiças feitas contra mim", afirmou Maradona, em entrevista para Sky TG24. "Meu desejo é voltar e abraçar os napolitanos e todos os meus amigos que vivem na Itália, porque me fizeram perder 20 anos, muitos anos de amor", completou.

Leia mais notícias sobre futebol internacional

Jogador da equipe italiana entre 1984 e 1991, o argentino é cobrado pelo período em que este no clube, com um alto valor de juros diários - cerca de R$ 7 mil. Assim, em breve, os advogados de Maradona deverão reunir-se com representantes da justiça no país, para tentar resolver os atuais problemas existentes.

Leia tudo sobre: futebol internacionalargentinaitáliadubaimaradona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG