Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maradona explicará dívida fiscal na Itália, anuncia advogado

Segundo Angelo Pisani, determinação da Justiça local abonou tanto o ex-atleta como o Napoli do pagamento de impostos devidos

iG São Paulo |

Getty Images
Maradona quer matar as saudades de Nápoles
O advogado italiano de Diego Maradona, Angelo Pisani, afirmou nesta segunda-feira que seu cliente não quer "privilégios ou descontos", mas deseja apenar ser ouvido e que a justiça prevaleça no caso da dívida fiscal da qual é acusado de ter na Itália .

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo seu advogado, "Maradona não apenas não é devedor do fisco pela soma ilegitimamente debitada a ele, mas é um cidadão livre, e, nos próximos dias, participará de uma coletiva de imprensa pública para explicar, [com] documentos à mão, ao mundo inteiro e também às autoridades, o paradoxal equívoco e injustiça pelos 25 anos que o mantiveram longe da Itália".

EXPLICAÇÕES: Maradona quer se acertar com fisco para poder voltar à Itália

Pisani explicou que uma determinação da Justiça local abonou tanto o ex-atleta como o clube Napoli, que ele defendeu entre 1984 e 1991, do pagamento de impostos devidos, diferente do que se divulga há anos. O advogado negou que as dívidas somem 13 milhões de euros (cerca de R$ 30 milhões) e detalhou que os impostos devidos, que somavam 7 milhões de euros (R$ 16 milhões), já tiveram seu prazo de pagamento prescrito entre 1986 e 1998.

Leia mais notícias sobre futebol internacional

A Justiça no país europeu cobra imposos não pagos do atual comandante do Al Wasl, dos Emirados Árabes, fato que, segundo Maradona, não passa de um equívoco : "Nunca fui condenado pela Corte Suprema e quero esclarecer tudo para finalmente fazer as pazes com o Fisco e com a Itália, e por fim a tantos equívocos e injustiças feitas contra mim", afirmou, em entrevista para a "Sky". "Meu desejo é voltar e abraçar os napolitanos e todos os meus amigos que vivem na Itália, porque me fizeram perder 20 anos, muitos anos de amor", completou.

*com agências

Leia tudo sobre: Futebol MundialArgentinaItáliaNapoliMaradona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG