Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maradona defende Messi mais uma vez e critica presidente da AFA

Depois de outro resultado decepcionante da seleção argentina, o ex-jogador voltou a cutucar Julio Grondona

Gazeta |

Mesmo com atuações abaixo da média na seleção argentina, Lionel Messi ainda tem o total apoio de Diego Maradona, que saiu em sua defesa mais uma vez. Incomodado com as diversas críticas que o meia do Barcelona vem sofrendo, o Pibe mudou o foco e disparou contra o presidente da AFA (Associação do Futebol Argentino), Julio Grondona.

Na última sexta-feira, a Argentina decepionou seu torcedor e acabou empatando por 1 a 1 com a Bolívia, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. Apático durante os 90 minutos, Messi não conseguiu criar boas jogadas durante toda a partida, o que irritou os poucos torcedores que compareceram ao estádio.

"Todo mundo culpa o Messi, mas, para mim, ele está lutando pela Argentina, fazendo um grande esforço. O problema não é ele ou Sabella. O problema está nas pessoas ao redor, que não apresentam nada e não conhecem futebol", declarou Maradona, fazendo clara alusão a Grondona, que inclusive o demitiu da seleção após a Copa do Mundo de 2010.

Hoje técnico do Al Wasl, dos Emirados Árabes, o ídolo argentino também fez duras críticas ao filho do presidente da AFA, Humberto Grondona, que hoje dirige as categorias de base da seleção. Para Maradona, o modo como ambos vem comandando o futebol de seu país nos últimos anos contribuiu para a decadência da seleção no cenário mundial.

"Eu disse há algum tempo que não me importo se a seleção venceu ou perdeu. Mas eu jogo a responsabilidade para Grondona e seu filho, que foi nomeado para treinar a seleção sub-15. Ele nunca jogou futebol. Isso é uma ameaça para o futuro dos jovens, porque eles precisam ser treinados por pessoas experientes", concluiu o Pibe.

Leia tudo sobre: futebol mundialargentinamaradonamessiafajulio grondona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG