Ávido defensor do atacante e de Aguero, craque diz acreditar que não se trata só de uma decisão de Batista

O ex-técnico da seleção argentina de futebol e eterno ídolo do país Diego Maradona fez duras críticas à não convocação de Tevez e Aguero, seu genro, pelo técnico Sergio Batista. Ávido defensor da dupla, o craque disse acreditar que a razão para a ausência de ambos não é uma simples decisão do treinador.

"Há uma ordem para isto que eu não creio ser do 'Checho' (Batista). Aguero não foi à mesma partida que Tevez (contra o Brasil), e mostrou o exame que apontava a lesão, era inútil viajar. Não sei se Carlitos fez o mesmo, mas me parece que tudo isso é uma palhaçada", afirmou, sem medir as palavras.

"Não convocá-los é ser burro. Estamos falando do 'Kun', que está jogando muito, e de Tevez, que sempre dá a vida pela seleção. Messi, no Barcelona, faz todos os gols, mas na seleção as bolas dele não entram. Fico mal de ver Carlitos fora", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.