O ex-craque do futebol argentino Diego Maradona alfinetou os dirigentes da Fifa com afirmações polêmicas

Maradona, apresentado como técnico do clube dos Emirados Árabes Al Wasl, em Dubai, criticou a organização, que acabou de sofrer uma série de escândalos, com as suspeitas de corrupção que antecederam a reeleição do suíço Joseph Blatter como presidente no 61º congresso da Fifa, na quarta-feira em Munique."A Fifa é um grande museu de dinossauros e eles não estão dispostos a deixar o poder", declarou o argentino."Eles vão ficar até completar 105 anos. Eu gostaria muito de vê-los renunciar, mas não tenho muitas esperanças. Muitas coisas não estão claras e a culpa é dos dirigentes atuais da Fifa, que não sabem nada de futebol", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.