Técnico acredita que ida do atacante para um clube do exterior seria positivo até para seleção

Neymar vem sendo o jogador da seleção brasileira mais assediado em Stuttgart
Mowa Press
Neymar vem sendo o jogador da seleção brasileira mais assediado em Stuttgart
O técnico da seleção brasileira , Mano Menezes, diz ver como algo natural e compreensível a ida de Neymar para o futebol europeu . O treinador comentou o assédio dos clubes estrangeiros ao jogador santista, que está em Stuttgart para o amistoso contra a Alemanha, nesta quarta-feira.

“Esse tem sido o caminho natural dos jogadores brasileiros. Alguns, felizmente, para grandes clubes. Acho natural e perfeitamente compreensível”, afirmou o treinador.

Neymar vem sendo assediado principalmente pelo Real Madrid , que fez uma proposta oficial pelo atacante. Porém, o Santos disse "não" e irá aumentar o salário do jogador .

Apesar da negativa, Neymar, que já havia recebido uma proposta do Chelsea , em agosto de 2010, segue nos planos do gigante espanhol. O Barcelona também está interessado no brasileiro. O presidente do clube catalão, Sandro Rossel, esteve com a seleção na Copa América e admitiu interesse no jogador.

“Para clubes pequenos não”
Mano Menezes chegou até a afirmar que a saída de um jogador do Brasil pode ser boa para a seleção. “Por um lado, o torcedor perde. Por outro, temos um jogador que pode se desenvolver taticamente e como pessoa”, afirmou

O técnico, entretanto, vê como negativa a ida de jogadores brasileiros para clubes e países de pouca expressão. “O problema é quando eles não vão para os grandes times do mundo. Pensando apenas numa necessidade financeira, acabam abdicando de projeção na carreira”, disse Mano.

Leia também:

“Não jogo para mostrar para ninguém”, diz Neymar na Alemanha
Em salário, Neymar supera maior revelação alemã
Seleção brasileira reencontrará polêmica Jabulani na Alemanha
Mano nega que atraso tenha levado Maicon para a reserva
Esquecido pela CBF, Dunga é ídolo em Stuttgart
Jovem de 19 anos pode ser titular da Alemanha contra o Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.