Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano sofre para achar parceiros de Neymar na seleção

Sem Robinho, Pato e Damião, técnico testa novos atacantes. Santista é o único que não foi cortado por lesão

Paulo Passos, iG São Paulo |

Principal astro da seleção brasileira, Neymar é também a única certeza no ataque de Mano Menezes. Desde que assumiu o cargo, em julho de 2010, o treinador ainda não conseguiu encontrar os parceiros ideais para o astro santista. Doze atacantes já foram convocados. Somente cinco, além de Neymar, marcaram gols. O santista é o único dos artilheiros que ainda não foi cortado por lesão na "era Mano".

Além de problemas médicos, Alexandre Pato também enfrenta uma seca de gols. O jogador do Milan acumula cinco gols com a camisa do Brasil desde agosto do ano passado. Leandro Damião chegou deixando sua marca no primeiro amistoso e pintava como solução. Assim como Pato, porém, se machucou e não pôde ser chamado para o jogo contra a Argentina ou para os amistosos contra Costa Rica e México , em outubro.

"Dois atletas que estávamos usando se lesionaram - o Pato e o Leandro Damião. Mas faz parte do encaminhamento de um trabalho, teremos perdas e precisamos encontrar novas soluções”, disse o treinador da seleção.

Além do trio já citado, Fred, Robinho e Nilmar foram outros atacantes que conseguiram fazer gols na seleção sob o comando de Mano. Cada um deles marcou uma vez. Todos também já perderam convocações por problemas físicos.

Solução caseira e novato "português"
Sem Damião e Pato, lesionados, Mano testará Borges no jogo da próxima quarta-feira, contra a Argentina. O companheiro de Neymar no Santos tentará resolver o problema de falta de gols na seleção brasileira. Para os amistosos contra a Costa Rica e o México, Kléber, do Porto, foi chamado.
Gazeta Press
Borges deverá repetir a dupla de ataque do Santos na seleção brasileira


“Estou trazendo o Kléber, do Porto, pela primeira vez. É um jogador com idade olímpica, se tornou titular depois da saída do Falcão Garcia e vinha sendo observado. Pretendia chamar mais adiante, mas aceleramos por conta das lesões. Precisamos conhecê-lo de perto", afirmou Mano Menezes.

Sobre Borges , o técnico ressaltou o fato do atacante ser o artilheiro do Campeonato Brasileiro. Aos 30 anos, o santista recebeu a primeira chance na seleção. "Em 21 jogos marquei 18 gols. Não tem o que falar. Vivo um grande momento, muito especial na minha carreira e agradeço ao Santos por isso. Me sinto muito feliz e o meu maior objetivo é continuar honrando a camisa do Santos, ajudando sempre os meus companheiros da melhor maneira possível”, afirmou o atacante.

Abaixo, os artilheiros da seleção sob o comando de Mano Menezes (em número de gols):

 

Gerando gráfico...
Leia tudo sobre: seleção brasileiraNeymarSantosMano Menezes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG