Treinador não revelou se teve conversa com o jogador, mas disse que seleção brasileira é o mais importante

Marcelo está de volta à seleção brasileira . O lateral-esquerdo do Real Madrid , que havia se envolvido em uma polêmica com o técnico Mano Menezes por ter pedido dispensa do amistoso contra a Escócia, em março, e enviado um e-mail para o clube espanhol onde dizia 'ter resolvido o problema da convocação', foi chamado para o amistoso contra Gana , no próximo dia 5 de setembro, e deve disputar sua primeira partida sob o comando do treinador.

Apesar de não entrar em detalhes sobre uma possível conversa com Marcelo , o técnico Mano Menezes declarou que as questões pessoais devem ficar abaixo do interesse da seleção brasileira e que nunca excluiu permanentemente o jogador.

"Quando iniciamos os trabalhos na seleção, estabelecemos valores e regras importantes para todos nós para que a seleção funcione bem. Acredito que as coisas estão ficando claras para todos. No trabalho anterior houve um movimento muito grande do resgate dessa credibilidade de estar na seleção. As atitudes foram nessa direção, mas nunca foram de excluir ninguém. Minhas questões pessoais são menores que da seleção brasileira. Jamais serão colocadas num primeiro plano, isso tudo é menor do que o que nós estamos construindo. As atitudes sempre foram nessa direção", declarou Mano Menezes.

O treinador também comentou o fato de André Santos não ter sido convocado. O lateral-esquerdo do Fenerbahçe foi presença em todas as listas de Mano Menezes até aqui, mas ficou de fora após falhar no último gol da Alemanha, na vitória por 3 a 2 sobre a seleção brasileira no último dia 10.

Após atuação ruim contra a Alemanha, André Santos ficou de fora da convocação
EFE
Após atuação ruim contra a Alemanha, André Santos ficou de fora da convocação
"A ausência dele é tão importante quanto a presença dele em outras convocações. Ele foi convocado para a seleção brasileira durante todo esse período e agora minha escolha é pelo Marcelo e Adriano, simples assim", resumiu o treinador da seleção brasileira.

O desentendimento entre Daniel Alves e Marcelo, que disputaram a final da Supercopa da Espanha na última quarta-feira, vencida pelo Barcelona por 3 a 2 , também foi analisado como algo normal por Mano Menezes. O técnico não acredita que terá que intervir para manter o bom ambiente na seleção.

"Talvez não exista uma rivalidade mais forte no momento que entre Barcelona e Real Madrid, até pelo grande número de confrontos importantes. Mas os jogadores espanhóis se encontram na seleção e me parece que não existe nenhum problema. Na seleção brasileira será a mesma coisa. São situações perfeitamente compatíveis, se merecer uma intervenção, a gente tomará,  mas acho que isso fica por conta da dificuldade de um jogo ou rivalidade entre seus clubes mesmo", finalizou Mano Menezes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.