Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano Menezes justifica mais uma vez ausência de Fábio

Técnico da seleção disse que procura convocar goleiros de faixas etárias diferentes e que tem suas convicções

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Vipcomm
Fábio foi preterido em nova convocação, mesmo vivendo grande fase no gol do Cruzeiro
Nem mesmo a defesa na cobrança de pênalti que garantiu o empate do Cruzeiro contra o Deportes Tolima, nessa quarta-feira, parece ter impressionado o técnico da seleção brasileira, Mano Menezes. Mais uma vez, o treinador deixou de fora de sua lista o goleiro Fábio, grande destaque do time azul nas últimas temporadas.

Pelo grande desempenho na campanha que terminou com o vice-campeonato do Brasileirão passado, Fábio foi eleito o melhor goleiro da competição. Mesmo assim, o goleiro não esteve presente em nenhuma convocação de Mano Menezes desde que o treinador assumiu a seleção principal.

Durante a coletiva que marcou o anúncio da nova lista, Mano foi questionado sobre nova ausência de Fábio. “Estamos pensando na Copa América, estão Jefferson, Victor e Júlio César. Os três goleiros também estão muito bem. A gente procura não colocar todos dentro da mesma faixa etária porque algum deles pode ter alguma dificuldade de não render bem e você tem um projeto completo. O Fábio pode estar (entre os convocados), porque é um grande goleiro, respeito a opinião de todo mundo, mas tenho as minhas opiniões, tenho as minhas convicções e o que vai me dirigir nesta preparação são as minhas convicções”, justificou o técnico da seleção principal.

A falta de chances para Fábio incomoda a torcida cruzeirense. Ainda mais depois que o próprio treinador da seleção chegou a afirmar que o goleiro seria testado, no ano passado. “Acho o Fábio um grande goleiro e, sem dúvidas, ele vai receber uma chance”, afirmou o treinador em agosto do ano passado.
 

Leia tudo sobre: CruzeiroFábio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG