Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano Menezes escala seleção com Ganso e trio de atacantes

Treinador fez o primeiro coletivo com o time que vai enfrentar a Venezuela dia 3 de julho, na estreia na Copa América

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a Los Cardales |

Mowa Press
O meia Paulo Henrique Ganso começou no time tiular no coletivo desta domingo
A seleção brasileira está escalada para a estreia na Copa América , dia 3 de julho, contra a Venezuela, em La Plata (Argentina) - jogo com início às 16 horas. Mano Menezes escalou o time que planejou desde seu primeiro amistoso, em agosto de 2010, contra os EUA (vitória por 2 a 0): Paulo Henrique Ganso na armação, com Robinho , Alexandre Pato e Neymar no ataque. O primeiro fecha o meio de campo quando o Brasil não estiver com a bola.

Treinaram no time titular na manhã deste domingo, no campo principal do hotel no qual a seleção está concentrada em Los Cardales, cidade a 60 km de Buenos Aires: Julio Cesar; Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Ramires, Lucas Leiva e Ganso; Robinho, Pato e Neymar.

O time é quase o mesmo que enfrentou os norte-americanos na primeira partida de Mano, com duas mudanças: Julio Cesar no gol, na vaga de Victor , e Lúcio no lugar de David Luiz . Foi o primeiro treino coletivo comandado por Mano Menezes.

Os titulares venceram por 2 a 0, em 50 minutos. O primeiro gol nasceu de uma jogada de Ganso e Neymar:  o camisa 10 fez o lançamento e o 11 chutou de primeira. O segundo gol foi de cabeça, depois de uma cobrança de escanteio, marcado por Thiago Silva.

"É a formação mais próxima do que teremos na estreia. De agora em diante vamos fazer os ajustes necessários. Acho ainda que precisamos ter mais objetividade na conclusão das jogadas, estamos querendo criar muito. A posse de bola também é fundamental e não vamos deixar de ser ofensivos por isso", disse Mano Menezes após o trabalho.

Ele parou o trabalho em alguns momentos, orientando o posicionamento de alguns jogadores. "Não podemos perder a bola assim. Vamos joga fácil, rodar a bola", gritou o técnico para Ramires. "Quero também deixar os jogadores que atuarão mais abertos, o Neymar e o Robinho, entrosados para a função que farão. A juventude desse time nos propicia a jogar dessa maneira", disse o treinador.

Robinho e Neymar jogam abertos quando a seleção tem a bola, mas revezam para marcar no meio de campo quando a pelota está com o time adversário. Mano acha possível atuar com esses quatro jogadores ofensivos tanto contra adversários mais frágeis, como de estreia (Venezuela), como em um eventual encontro contra a Argentina.

"Contra a Holanda jogamos assim, e é um time forte. E fomos bem, principalmente na segunda parte. O desempenho da seleção durante a competição é que vai dizer se esse esquema é o ideal. Na teoria está funcionando", completou.


 

Leia tudo sobre: seleção brasileiracopa américa 2011treinoganso

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG