Técnico diz que se reuniu com o Ricardo Teixeira e aponta Venezuela e Paraguai como principais rivais na 1ª fase

Com 40 minutos de atraso, o técnico Mano Menezes chegou sorridente à coletiva de apresentação da seleção brasileira para a Copa América, em um hotel na zona sul do Rio, nesta segunda-feira. A demora logo foi explicada. O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, estava no hotel e se reuniu com o treinador, que se justificou: “Em regime presidencialista, quem decide quando a reunião termina é o presidente”, disse.

Em seguida, começou uma série de respostas com a nítida preocupação em não ser muito incisivo em nenhuma delas. Sobre o adversário mais forte, destacou, “em teoria”, o Paraguai, mas afirmou que a Venezuela também pode ser o rival mais complicado por ser o adversário da estreia. Porém, ao apontar o favorito para a competição, não teve dúvida: jogou a responsabilidade para os donos da casa. O treinador ainda minimizou o duelo Neymar x Messi e falou da formação tática da seleção .

“A Argentina é favorita da mesma maneira como o Brasil é favorito para a Copa de 2014. Se analisarmos o fator local e o jejum de conquistas da Argentina, é claro que fizeram um planejamento para essa Copa América. Mas isso é teoria, a competição vai começar e aí vamos ver na prática quem vai se colocar como favorito”, analisou.

Sobre os adversários na Copa América , Mano completou: “Teoricamente, o Paraguai pode ser mais difícil, mas não estou dizendo com isso que Venezuela e Equador não trarão dificuldade. A Venezuela, fora duas ou três falhas, fez um jogo muito parelho com a Espanha. E, como é o primeiro a ser enfrentado, acho que a Venezuela pode ser a mais difícil”.

Mano não confirmou se pretende escalar já na estreia os três jogadores do Santos, Neymar , Ganso e Elano , que só se apresentarão na quinta-feira por causa da final da Libertadores. “Temos uma base, e a maioria estará nessa estreia. Se estarão os três do Santos, vamos aguardar um pouco. Temos tempo na preparação e respeito muito o treinamento. O importante é termos uma seleção forte porque há a obrigação de se classificar na fase de grupos”. Ganso, inclusive, ainda será reavaliado pelo departamento médico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.