Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano fecha treino pela primeira vez após fracasso na Copa América

Treinador manteve mistério sobre escalação contra o México, mas Hulk participou novamente do treino

Marcel Rizzo, enviado iG a Torreón |

Mowa Press
Lucas durante o treino em Torreón
Pela primeira vez desde o final da Copa América, em julho, Mano Menezes resolveu fechar um treinamento. Para enfrentar o México nesta terça-feira em Torreón (22h30 de Brasília), o treinador não permitiu observação da maior parte do trabalho da noite desta segunda-feira, liberando apenas a entrada de câmeras e jornalistas quando os jogadores faziam o recreativo tradicional de véspera de partidas. Contra Alemanha, Gana e nos dois jogos frente a Argentina, pelo Superclássico, os jogos pós-competição continental, não houve mistérios.

Veja também: Dono de moderno estádio banca seleção e festa

O iG apurou que Hulk, a novidade do trabalho de domingo, foi mantido como titular no trabalho fechado, focado em cruzamentos defensivos e ofensivos. Na entrevista, porém, Mano não quis confirmar a escalação. Na entrevista, porém, Mano não quis confirmar a escalação. A dúvida do treinador é se Lucas, do São Paulo, conseguirá atuar como centroavante ou se será necessário colocar Fred para atuar ao lado de Hulk e Neymar.

Veja também: Incansável dentro de campo, Neymar admite tédio com a “prisão”

“Diferentemente (da Costa Rica), vamos deixar a escalação para momentos antes do jogo. Tenho uma dúvida, trabalhamos uma formação ontem (domingo), trabalhamos uma outra formação hoje (segunda), alguns aspectos diferentes, vamos estudar bem, sentir a confiança dos jogadores”, disse Mano. Como o jogo é considerado por ele mais complicado, ele achou importante trabalhar a marcação em lances de escanteio do adversário.

Leia também: Hulk toma lugar de Fred e será titular da seleção contra o México

“Em jogos mais parelhos essa situação de bola parada precisa ser melhor trabalhada”, disse o treinador. Ele avaliou que com Hulk, no lugar de Fred, a seleção ganha em velocidade, apesar de o time jogar sem um centroavante fixo.

Estratégia
Na Copa América da Argentina a estratégia não deu certo, já que o Brasil foi eliminado nas quartas de final para o Paraguai, perdendo nos pênaltis (quando errou todas as quatro cobranças). Na competição, Mano fechou treinamento antes de duas das quatro partidas - foi apenas uma vitória (contra o Equador) e três empates (duas vezes Paraguai e Venezuela).

O México, 20° colocado no ranking da Fifa, é um adversário considerado forte por Mano Menezes, que não tem tido bons resultados contra seleções mais bem ranqueadas – venceu a Argentina na última partida (10° colocado), mas que viajou ao Brasil apenas com atletas que atuam dentro do país (uma regra para atuar no Superclássico). Contra Alemanha, França e Argentina principal houve derrota e frente a Holanda empate sem gol.

Leia ainda: Brasileiros vivem com medo e presenciam terror onde Brasil jogará

Ronaldinho Gaúcho, que havia sido poupado de parte do treino de domingo, trabalhou normalmente e está confirmado para a partida, assim como Neymar, que Mano planejou poupar de um dos amistosos no tour pelas Américas do Norte e Central, mas que mudou de ideia pelas dificuldades encontradas. Na sexta-feira o Brasil venceu a Costa Rica por 1 a 0, gol do atacante do Santos.

Mowa Press
Jogadores se divertem ao final do recreativo em Torreón

Leia tudo sobre: Seleção brasileiramano menezesméxicotreino

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG