Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano envelhece seleção e prioriza Copa América ao chamar trintões

Equipe que se apresenta nesta quinta para enfrentar a Escócia mostra que treinador mudou foco e trabalha a curto prazo

Marcel Rizzo, enviado iG a Londres |

Ao assumir a seleção brasileira, em julho de 2010, Mano Menezes cravou: o trabalho todo seria voltado para a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil. A convocação para o amistoso contra a Escócia, neste domingo (27 de março), 10h de Brasília, mostra mudança de foco. A Copa América, que será em julho na Argentina, passou a ser prioridade e a lista do jogo em Londres mostra isso. O elenco se apresenta nesta quinta-feira, no Hotel The Dorchester, região central da capital inglesa. Às 15h30 (hora de Brasília) ocorre o primeiro treino ,no estádio do Queens Park Ranger, time da segunda divisão.

A média de idade da primeira convocação de Mano, em julho do ano passado para vencer os EUA em agosto por 2 a 0, aumentou de 23,1 para 25,2 anos, comparando aquela primeira com essa última. Foram chamados jogadores como Luisão, Maicon, Elano e Lúcio, presentes no elenco que fracassou na Copa da África do Sul com Dunga, em 2010, e que serão veteranos trintões em 2014 – Lúcio, por exemplo. terá 36 anos, idade que praticamente o deixa sem perspectiva de chegar até o mundial.

AFP
Mano Menezes comanda seleção contra a França, na segunda derrota sob o comando da equipe

“O retorno desses jogadores faz parte do planejamento. Estamos aliando renovação com atletas que ainda podem ser úteis”, disse Mano após a convocação, em 3 de março.

A renovação se mantém: Neymar, 19 anos, e Lucas, 18, destaques no Sul-Americano sub 20 que classificou o Brasil para as Olimpíadas de Londres, em 2012, foram chamados. Para a vaga de Alexandre Pato, que deve ser cortado na apresentação do elenco na Inglaterra, Mano se lembrou de Leandro Damião, 21, que em 2011 pelo Internacional fez 13 gols em oito jogos (média excelente de 1,6 por partida). A seleção olímpica, quase 100% sub 23 (podem ser chamados três acima dessa idade), não está em segundo plano. Mas...

Vencer a Copa América virou questão de sobrevivência para Mano Menezes depois das derrotas para Argentina (1 a 0, em novembro de 2010) e para a França (1 a 0, em fevereiro de 2011). Sem Eliminatórias para se basear em desempenho, já que como país sede o Brasil está automaticamente na Copa de 2014, o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, vai analisar o trabalho de Mano com base em clássicos (junho tem a Holanda e agosto a Alemanha) e na única competição oficial antes da Copa das Confederações, que será em 2013. Justamente a Copa América.

Os treinos em Londres responderão, mas Mano dificilmente chamou Lúcio, por exemplo, para ser reserva, Júlio César, convocado já para a partida contra a França, e que também será um veterano de 34 anos em 2014, foi o titular em Paris e barrou Victor, que vinha jogando. Mano projeta um time mais experiente na Copa América porque quer entrar para ganhar – a Argentina deve levar Messi e estrelas para não fazer feio em casa e o Uruguai, empolgado com o quarto lugar na África do Sul, deve também ter time completo.

Defesa e lateral direita
As convocações de Lúcio, Luisão e Maicon surpreenderam porque Mano não tem problema na zaga, muito menos na lateral direita. A dupla formada por Thiago Silva, 25 anos, e David Luiz, 22, foi muito elogiada pelo treinador apesar das duas últimas derrotas. Daniel Alves, 26, tem sido uma das principais opções ofensivas, além de não comprometes defensivamente.

“O ideal é testar opções. A defesa está correspondendo, mas não podemos ignorar jogadores importantes”, disse o treinador.

Depois de assumir, Mano conversou com jogadores que estiveram na África e que ainda pretendia convocar. Júlio César, Maicon e Luisão foram ouvidos. Lúcio, não. O bate-papo com o zagueiro da Inter de Milão só correu em outubro de 2010, quando Mano esteve na Europa vendo jogos. Todos se colocaram à disposição.

Com 29 anos atualmente (terá 34 em 2014), Elano retornou ao futebol brasileiro e está jogando bem pelo Santos. Era um dos preferidos de Dunga, mas não ficou estigmatizado com a derrota como Felipe Melo, por exemplo. É um dos experientes que Mano conta para não ver seu trabalho pressionado tão cedo. 

Leia tudo sobre: seleção brasileiraCopa 2014Mano Menezes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG