Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano elogia Damião e Lucas, mas não garante vaga na Copa América

Próxima convocação do técnico da seleção, em maio, já será definitiva para competição na Argentina

Marcel Rizzo, enviado iG a Londres |

Mowa Press
Treinador gostou da atuação dos estreantes na seleção brasileira
Novatos na seleção brasileira, o atacante Leandro Damião, 21 anos, e o meia Lucas, 18, foram elogiados pelo técnico Mano Menezes depois da vitória do Brasil sobre a Escócia neste domingo, 2 a 0, em Londres. Isso não quer dizer que terão vaga na Copa América, que será disputada em julho, na Argentina. A próxima convocação de Mano, para os amistosos de junho contra Holanda e Romênia, será definitiva para a competição continental.

“O Leandro aproveitou uma chance boa que teve. Gostei do que vi, da movimentação, do posicionamento. O Lucas só comprovou tudo o que vimos no sul-americano. É um jogador que tem uma função diferenciada no setor ofensivo, muito incisivo”, disse o treinador. Ambos têm idade para disputar os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres.

Dos dois, o que tem mais chance de ser chamado para a Copa América é Lucas, que foi muito bem avaliado no sul-americano sub 20 disputado entre janeiro e fevereiro, no Peru. Ele teve “uma nota” na competição, em critério feita pela comissão técnica, maior até do que Neymar, craque que decidiu o amistoso deste domingo contra os escoceses. O são-paulino entrou no segundo tempo na vaga de Jadson.

Felizes
Damião, do Internacional, só teve chance de ser titular porque Alexandro Pato e Nilmar se apresentaram machucados e Jonas, jogador mais experiente (artilheiro do último Brasileiro pelo Grêmio, com 23 gols) chegou atrasado a Londres, problema de conexão na Espanha (joga no Valencia) e não participou do primeiro coletivo, na quinta-feira. Assim perdeu a vaga.

“Acho que fui bem, consegui duas boas cabeçadas, conclui a gol. Como primeira partida foi bom. Não posso falar em Copa América porque tem tempo para a convocação e tenho que continuar bem no Inter”, disse Damião, que tem 13 gols em nove jogos pelo clube gaúcho na temporada.

“A camisa não pesou, não. Fiquei muito feliz por ter participado e conseguido estrear pela seleção principal. Acho que fiz uma boa partida”, disse Lucas, que atuou 18 minutos, mas sofreu faltas e deu passes mais precisos do que Jadson.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG