Técnico negou que o meio-campista da Lazio não tenha ido pra Copa América por causa deste lance

selo

Getty Images
Hernanes foi expulso após falta dura, em amistoso da seleção contra a França
O técnico Mano Menezes justificou, nesta segunda-feira, a não convocação de jogadores pedidos pela torcida, como Hernanes, Thiago Neves e Hulk, alegando que leva em conta a posição em que eles atuam nos clubes. Em entrevista ao 'Sportv', o treinador negou que não convoque o ex-são-paulino para a seleção brasileira por causa da expulsão contra a França, mas deixou no ar que há ainda um motivo interno.

"Quando eu trouxe Hernanes na primeira convocação, eu o imaginava de volante. As observações que fiz nesse período me fazem modificar essa questão de Hernanes volante. Há também algumas questões internas, que não vou ficar expondo, não vou fazer com o Hernanes", explicou Mano, que leva também em conta a forma com que o ex-jogador do São Paulo atua na Lazio

"Para a função de meia, onde ele está sendo utilizado, eu acho que temos que ter um jogador que tem que ter um pouco mais de dinâmica. Não precisamos de alguém de força. Num sistema com três por trás e um mais centralizado ele se encaixou bem, mas nós não vamos armar desse jeito", disse Mano.

O treinador da seleção negou que a expulsão contra a França tenha tido alguma influência no fato de Hernanes não ter sido mais lembrado nas convocações. "Não sou injusto nem sou muito burro. Não seria irresponsável de fazer isso porque ele, acidentalmente, cometeu uma falta de cartão vermelho."

O argumento da forma como o jogador atua no clube também vale para Hulk. "Não vejo ele como centroavante da seleção. No Porto, ele não joga como centroavante, ele é segundo atacante. O Hulk disputaria posição com Neymar e Robinho", analisou Mano, alegando que o centroavante do Porto é o colombiano Falcão Garcia.

Na mesma posição, pela análise de Mano, atua Thiago Neves. "Olhando ele jogar, vejo ele nessa função, como segundo, terceiro atacante, de frente à linha de três homens de meio-campo", explicou o treinador da seleção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.