Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano diz que Brasil jogou de forma óbvia e sinaliza mudanças

Treinador vai pedir novo posicionamento de seus atacantes e de Ganso, que disse ter se sentido bem

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a La Plata |

Para Mano Menezes, o Brasil foi óbvio no empate contra a Venezuela. O técnico brasileiro reclamou do gramado, questionou o árbitro boliviano Raúl Orosco sobre um possível pênalti no primeiro tempo (a bola não tocou no braço do venezuelano), ma admitiu que oi time não conseguiu criar jogadas ofensivas eficiente, principal no segundo tempo. Ele disse que pretende mudar o posicionamento dos atacantes.

“Jogamos de forma óbvia. A bola chegava aos jogadores abertos, mas eles estavam muito longe do Pato e a jogada não fluía. É algo que temos que trabalhar durante a semana para melhorar”, disse o treinador. “O campo estava muito ruim qualquer dividida soltava a grama. E eu acho que foi pênalti no lance do Robinho, mais braço do que ombro”, disse o técnico.

Para ele, a Venezuela jogou retrancada e soube fechar os espaços. Faltou Paulo Henrique Ganso jogar mai na diagonal, na visão do treinador. “Jogar contra um time fechado é sempre mais complicado. Contra o Paraguai, na próxima rodada, acho que vamos conseguir ter mais espaços, já que eles sairão mais para o jogo”, disse Mano. O jogo contra os paraguaios será no próximo sábado, dia 9 de julho, em Córdoba.


Bem em campo

Paulo Henrique Ganso disse ter se sentido bem, apesar da lentidão, principalmente no segundo tempo. Foi o segundo jogo dele depois que se recuperou de uma lesão muscular – a primeira foi a decisão da Libertadores, dez dias atrás.

“Estive bem o tempo todo, sem sentir dor. Um resultado ruim, claro, mas acho que vemos crescer no decorrer da competição. Só tínhamos jogado com essa formação uma vez”, disse Ganso. O duelo a que se referiu foi contra os EUA, na primeira convocação de Mano, em agosto de 2010 (vitória por 2 a 0 e boa atuação dos quatro jogadores de frente).

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG