Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mano comenta tabela da seleção na Copa e pede respeito ao Gabão

Treinador comentou distância percorrida pela seleção e disse que se pudesse, 'teria feito um pouco diferente'

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Foram 57 versões diferentes sugeridas para que a Fifa chegasse ao formato final da tabela da Copa do Mundo de 2014. Mesmo assim, o caminho da seleção brasileira não agradou totalmente o técnico Mano Menezes. Na primeira fase, a delegação fará a estreia em São Paulo, depois viajará mais de 2 mil quilômetros para jogar em Fortaleza, e fechará a primeira etapa jogando em Brasília, caminho cinco vezes maior que o último anfitrião vencedor, a Fraça, em 1998.

VEJA MAIS: Confira a tabela completa da Copa do Mundo de 2014

O treinador brincou sobre a possibilidade de escolher as cidades e admitiu que faria algumas alterações, caso tivesse a possibilidade. "Primeiro eu gostaria de dizer que não tenho todo esse poder fazer a tabela, se não, talvez tivesse feito um pouco diferente (risos). Mas também aprendi cedo que tabela, quem faz é o time. Não existe tabela boa se não tivermos um bom desempenho. Onde chegarmos, se tivermos bom desempenho seremos bem recebido", declarou o técnico da seleção brasileira.

LEIA MAIS: Mano coloca responsabilidade de Kaká no mesmo nível de Gaúcho

CBF/Divulgação
Mano Menezes não ficou totalmente feliz com tabela da seleção brasileira na Copa
Mano também minimizou o fato de a seleção brasileira só atuar no Rio de Janeiro caso dispute a final da Copa. O treinador destacou que a competição é nacional e que disputas de sede são menores que o objetivo principal da delegação.

VEJA TAMBÉM: Convocação de Mano, só com "europeus" e com volta de Kaká

"Queremos iniciar bem para tudo dar certo, mas está tudo muito distante ainda. Só que é bom lembrar que é a Copa do Mundo no Brasil, não é nessa ou naquela cidade especificamente. Vamos jogar as Olimpíadas de 2012 em Londres, mas vamos jogar poucos jogos realmente em Londres, é assim. Você vai jogar qualquer competição, faz um rodízio pelas cidades", completou Mano Menezes.

VEJA MAIS: Volta de Kaká teve treino nas férias e 1ª pré-temporada em 4 anos

O treinador também comentou o que a seleção brasileira pode tirar de proveito ao enfrentar o Gabão, apenas o 68º colocado no último ranking divulgado pela Fifa. Para Mano, a partida é uma boa oportunidade para observar jogadores que nunca haviam sido convocados.

"Quando fomos enfrentar a Costa Rica, disseram que enfrentaríamos uma seleção fraca, fomos para o jogo e não vimos isso. Tenho muito cuidado e respeito ao comentar nossos adversários. Claro que temos que ser melhores, mas melhores na prática, não na teoria, antes do jogo", disse Mano, que completou.

"Cada partida tem seu proveito, temos que saber tirar isso. Se tecnicamente podemos não ter um enfrentamento tão grande, será uma oportunidade para colocar jogadores jovens, estreantes, com tranquilidade. Cada um jogo tem seu momento, sua importância e cabe a nós saber aproveitar", completou o treinador da seleção.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG