Treinador do Manchester City continua esperando que argentino tome a iniciativa para uma reaproximação

A briga entre o técnico do Manchester City, o italiano Roberto Mancini, e o argentino Carlitos Tevez está longe do fim. Em entrevista para o jornal italiano Corriere Della Serra , o técnico voltou a dizer que só um pedido de desculpas por parte do jogador o fará voltar a escalá-lo. Tevez foi afastado por Mancini depois que o argentino se recusou a entrar em campo na partida contra o Bayern de Munique, pela Liga dos Campeões, em setembro.

Leia mais: empresário de argentino já o vê em outro time inglês

"Tudo depende dele. Se não se desculpar, Tevez será vendido. Se ele se desculpar comigo e com o restante dos jogadores, tudo será como antes", disse Mancini, que já havia tentado promover o fim do conflito com o jogador, convidando-o para uma reunião na sua casa, sem resposta por parte de Tevez.

"Caso o pedido de desculpas não venha, os outros clubes sabem seu preço e alguma coisa deve acontecer em janeiro (quando se abre a janela de transferências). Ele já foi avisado sobre as conseqüências. Não quero que seja assim, e eu seria o primeiro a perdoá-lo", garantiu o técnico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.