Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mancini lamenta fase, mas diz que fica no Cruzeiro até o final

Treinador exalta primeiro tempo de sua equipe e lamenta os erros na segunda etapa, causando a goleada

Gazeta |

O Cruzeiro teve um começo de jogo animador no Engenhão, saindo na frente do Flamengo e tendo um pênalti para ampliar a sua vantagem. Porém, Victorino acabou desperdiçando a cobrança e, ainda antes do intervalo, Deivid chutou uma bola, ela acertou a trave e bateu nas costas de Fábio, entrando nas redes cruzeirenses.

Cruzeiro entrou na zona de rebaixamento. Veja como está a classificação do Brasileiro

Desapontado com os outros quatro tentos anotados pelos rubro-negros na sequência da partida, que terminou com goleada de 5 a 1 para os anfitriões , o técnico Vágner Mancini analisou o resultado como retrato da fase da equipe.

Leia também: Flamengo atropela o Cruzeiro e volta a sonhar com o Brasileirão

"Um jogo de dois tempos distintos. No primeiro o Cruzeiro dominou, mandou uma bola na trave, teve o lance do pênalti, que foi determinante, e depois tomamos um gol que a bola bateu na trave, nas costas do Fábio e entrou. Aí tomamos o segundo gol e em dez minutos o placar já estava dilatado. Tudo foi contra nós", comentou.

O treinador reconheceu que o time perdeu a chance de sair com os três pontos, mas garantiu que os seus comandados não vão jogar a toalha. Com cinco partidas ainda a serem disputadas, os celestes têm 34 pontos, um a menos que o Ceará, primeiro fora da zona de rebaixamento.

"A gente não tem que ficar preocupado com essa derrota, com o que está dando errado. Temos que olhar pra frente, sermos inteligentes, não jogar a culpa em ninguém. Você muda, perde, escala três zagueiros, perde, tem pênalti, perde. Não há um só culpado. Mas temos 15 pontos para ganhar e eu vou estar aqui até o final", encerrou.

 

Leia tudo sobre: CruzeiroBrasileirão 2011Vágner Mancini

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG