Treinador gostou da formação com Anselmo Ramon, Wallyson e Walter contra o Rio Branco

O técnico Vágner Mancini mostrou certa ousadia ao escalar o Cruzeiro com três atacantes na vitória sobre o Rio Branco, do Acre . Mas o setor ofensivo não decepcionou e mostrou que essa pode ser uma opção no restante da temporada. O treinador cruzeirense gostou da postura do time na estreia da Copa do Brasil, buscando o gol durante o jogo todo.

Leia também: Walter aprova a estreia como titular e assistências

Mancini falou sobre a nova formação ofensiva nos vestiários da Arena da Floresta, em Rio Branco. "Em alguns momentos sofremos no esquema tático por ter três atacantes. Mas, por outro lado, chutamos mais, ficamos mais com a bola no ataque. O ponto forte é que fomos sérios, determinados. Eles (atacantes) cumpriram à risca o que pedimos. O esquema poderia ser ofensivo ou dar chances ao rival. Mas saio satisfeito pelo desempenho do ataque", destacou o treinador cruzeirense.

E o treinador não tem muito do que reclamar de seus atacantes no jogo contra o Rio Branco. Walter deu três assistências que terminaram em gols . Wallyson foi o nome do jogo e balançou as redes três vezes. Anselmo Ramon também deixou o seu em belo gol no primeiro tempo.

Apesar da goleada, o treinador acredita que o time apresentou vários aspectos que precisam ser melhorados. "Não é porque vencemos por seis que não fiz anotações do que temos que melhorar. Mas é normal dar uma acomodada quando está goleando. Futebol é constante aprendizado e vamos seguir evoluindo", disse Mancini.

Para o jogo contra o Villa Nova, pelo Campeonato Mineiro, o treinador segue sem poder contar com Wellington Paulista, suspenso. "Daqui a domingo vamos pensar e resolver quem joga. No ataque, vimos que Walter e Wallyson estão no mesmo nível dos titulares. Fica até fácil escolher". despistou o treinador.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente o novo ataque celeste

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.