Ceará encara o time paulista na segunda partida da primeira fase da Sul-Americana na noite desta quinta-feira

É dia de decisão para o Ceará . Nesta quarta-feira, o time entra em campo contra o São Paulo , no Morumbi, às 21h50, disposto a eliminar a equipe paulista da Copa Sul-Americana . O técnico Vágner Mancini e o atacante Marcelo Nicácio se dizem preparados para o duelo.

O comandante sabe das dificuldades que encontrará e mesmo assim acredita na classificação. "Queremos avançar na competição e, para nós, este jogo é como se fosse uma final de campeonato. Vai ser um jogo difícil, mas trabalhamos e estamos prontos para mais uma decisão".

Mais que uma decisão de campeonato, a partida pode ser encarada como o jogo do ano para o Ceará. 12 pontos distante dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, lutando para não cair, as esperanças de conquistar uma vaga na Copa Libertadores são pequenas.

Entre para a Torcida Virtual do Ceará e convide seus amigos

Vencer a Copa Sul-americana, que possui apenas dez jogos para aqueles que conseguem chegar á decisão, daria ao Vozão o primeiro título internacional oficial de sua história. Além disso, a conquista é o caminho mais curto para garantir um lugar na maior competição continental da América do Sul em 2012.

O time cearense não entrava na disputa de um torneio internacional desde 1995, quando participou da Copa Conmebol. Voltando a fazer parte de um campeonato que envolve clubes de fora do Brasil 16 anos depois, a equipe pode ser eliminada nesta quarta-feira sem sequer ter viajado para fora do país.

Para não frustrar seus torcedores, basta um empate no Estádio Cícero Pompeu de Toledo e classificação está garantida. Questionado sobre a postura da equipe diante do mandante, o atacante Marcelo Nicácio surpreendeu.

Se o time cumprir o que ele afirmou, os jogadores não entrarão em campo pensando em segurar o jogo e administrar o resultado. "Será um jogo muito disputado, mas não vamos só marcar o São Paulo. Queremos vencer e garantir nossa vaga. Esperamos fazer um bom jogo", disse Nicácio, que não deixou de pregar respeito ao adversário: "A qualidade do São Paulo é incontestável. É um time muito forte na defesa e com muito poder de ataque".

Centroavante de 22 anos, foi ele quem garantiu ao Ceará a possibilidade de lutar por um placar equivalente em São Paulo para se classificar. Com um gol aos 48 minutos da segunda etapa, o atacante desempatou o confronto de ida, que seguia 1 a 1, com gols de Rivaldo, pelo Tricolor, e Rudnei, pelo Ceará.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.