Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Manchester United supera retranca e rouba liderança do Benfica

Time inglês não conseguiu uma grande atuação contra o Otelul Galati, mas resultado lhe trouxe tranquilidade na Liga dos Campeões

Gazeta |

O Manchester United saiu satisfeito do Old Trafford. A equipe não teve grande exibição, mas bateu o fraco Otelul Galati por 2 a 0, em partida válida pela quarta rodada da Liga dos Campeões. O equatoriano Valencia abriu o placar logo aos oito minutos, enquanto Rooney fechou a conta aos 42 da etapa final.

Veja a tabela atualizada da Liga dos Campeões

A vitória serviu para confirmar a reação do Manchester United, mas, principalmente, para levar o time à liderança do Grupo C. Isso porque o Benfica apenas empatou com o Basel e foi a oito pontos, os mesmos do United que fica com a ponta por ter saldo de gols melhor.

A próxima rodada da chave põe justamente Manchester e Benfica frente a frente. O duelo está marcado para o dia 22 de novembro, no Old Trafford.

Veja fotos dos jogos do dia na Liga dos Campeões

O jogo
Sem querer dar espaço para a 'zebra' aparecer, o Manchester United foi para o jogo com uma formação ofensiva e isso deu resultado, já que o time foi às redes logo aos oito minutos de partida. A jogada começou com Rooney roubando a bola no campo de defesa e lançando Berbatov pela direita. O búlgaro abriu pala Phil Jones, que cruzou rasteiro até achar Valencia na trave esquerda. O equatoriano se esticou todo e mandou para o fundo da rede.

Ainda desconcentrados pelo gol, os "Diabos Vermelhos" viram o Galati quase empatar no minuto seguinte. Os romenos saíram rápido com a bola e chegaram à linha de fundo, onde Liviu Antal fez cruzamento para Marius Pena, que, dentro da pequena área, desperdiçou.

A jogada fez parte de uma rara troca de passes dos visitantes. Acuado, o Galati ficava preso à marcação e quando se aventurava ao ataque só conseguia assustar em chutes à distância.

AFP
Brasileiro Anderson foi o meio-capista mais recuado do ofensivo Manchester United

O Manchester, por sua vez, bombardeou a meta de Branko, mas não conseguiu ampliar o placar. Ainda no primeiro tempo, Nani, Anderson e Chicharito Hernández tentaram em vão.

Depois do intervalo o jogo não mudou. As jogadas do Galati continuaram escassas e pouco perigosas, à exceção de arremate de Cristian Sarghi, que exigiu boa intervenção de De Gea. No United, Alex Ferguson tentou aumentar a ofensividade da equipe ao promover a entrade de Owen.

Os chutes se intensificaram, mas o goleiro Branko continuou seguro. Berbatov e Anderson desperdiçaram boas chances, ao contrário do atacante Rooney, que pouco apareceu durante a partida, mas garantiu a vitória aos 42 minutos, quando acertou chute de longa distância e ampliou o placar.

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG