Lateral francês é um dos remanescentes da derrota para o Barcelona na final da Liga dos Campeões

A derrota na decisão da Liga dos Campeões da Europa de 2009 para o Barcelona ainda incomoda os jogadores do Manchester United . Neste sábado, no Estádio de Wembley, em Londres, eles terão a oportunidade de se vingar, já que enfrentarão o time espanhol em nova final da competição. De acordo com o lateral Evra , o vice-campeonato há dois anos ensinou algumas lições aos ingleses.

"Estou ansioso para jogar, mas não quero olhar para trás com arrependimento e frustração novamente. Em 2009 tivemos uma grande tristeza e quero esquecer esse sentimento para não passar por ele de novo", declarou.

Nesta temporada, o Manchester conta com alguns remanescentes de 2009, como o próprio Evra, Vidic, Ferdinand, Van der Sar e Rooney. Mais maduros, eles esperam que desta vez a equipe consiga impor seu futebol sobre o Barcelona.

"Quero ter certeza de mostrar para todos os torcedores e para nós mesmos que somos o Manchester United", disse o lateral. "Respeito muito o Barcelona e o que eles fizeram em Roma para nos vencer por 2 a 0, mas o que fiquei pensando desde então foi 'por que não jogamos como Manchester United? Porque não mostramos nosso melhor'", completou.

Como há dois anos, a principal estrela do clube espanhol é o argentino Lionel Messi. Eleito duas vezes o melhor jogador do mundo pela Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados), o atacante inspira cuidados especiais, mas o zagueiro Vidic lembrou que ele não é o único destaque da equipe.

"Messi é um grande jogador e é muito difícil pará-lo, mas não quero subestimar os outros jogadores deles, especialmente Xavi e Iniesta. Eles são jogadores que podem produzir bons passes e um bom desempenho em um jogo decisivo. Esse é um time que não depende de apenas um jogador", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.