Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Manchester United consegue empate heroico contra o Aston Villa

Partida pelo Inglês ficou empatada sem gols até boa parte do segundo tempo, quando o Villa abriu 2 a 0 mas não segurou a reação do United

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860233655&_c_=MiGComponente_C

O Manchester United não conseguiu acabar com a maldição dos empates neste sábado, contra o Aston Villa, mas desta vez o resultado não foi ruim. A equipe do técnico Alex Ferguson chegou a estar perdendo por dois gols de diferença, mas buscou um empate e ficou no 2 a 2 com o Aston Villa, gols de Young e Albrighton para o Villa e de Macheda e Vidic para o United. Os "Diabos Vermelhos" chegaram ao sétimo empate em 13 jogos no Campeonato Inglês, se igualando a Bolton, Sunderland e Fulham como os "reis dos empates" da competição.

A partida não foi boa para a equipe de Manchester, que viu o adversário ser melhor durante grande parte do jogo, principalmente a partir dos 20 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, o Villa ainda mandou duas bolas na trave, abriu dois gols de diferença e por pouco não saiu com a vitória. Entretanto, apagou depois do segundo gol e o Manchester teve forças para buscar o resultado e conseguiu um empate que parecia impossível.

Mesmo sem ter perdido ainda no Inglês, os Red Devils ocupam a segunda colocação do torneio, já que venceram apenas seis partidas das 13 disputadas. Já o Aston Villa chega a 17 pontos e ocupa a sexta colocação até o momento.


O jogo - veja lance a lance e torcedores do Tempo Real
Com as duas equipes tomando cuidado, a partida começou em um ritmo lento, mesmo com o Manchester tomando mais a iniciativa do duelo. Apesar disto, as jogadas de perigo demoraram a aparecer. O primeiro momento de maior perigo pela equipe do United foi apenas aos 12 minutos, com Nani. Depois de fintar o zagueiro, o português acabou mandando a bola por cima da meta do Villa.

A partir daí, o time da casa começou a crescer no jogo e chegar forte ao campo do adversário, principalmente pelas laterais. Foi aí que o Manchester aproveitou o contra-ataque e quase abriu o placar. Chicharito Hernández arrancou no contragolpe e conseguiu passar para Berbatov, que, livre, errou a batida e perdeu grande chance.

Aos 20, o Manchester teve mais uma boa oportunidade. Em cobrança de falta, Nani mandou a bola para a área, à meia altura. O lateral Brown se contorceu para conseguir o arremate, mas a boa acabou passando à esquerda do gol.

O Villa ameaçou uma pressão diante da equipe visitante, com muitas bolas cruzadas na área. O meio-campista Downing era o principal jogador da equipe, sempre caindo pelo lado esquerdo e dando trabalho aos defensores dos Diabos Vermelhos. Mesmo assim, nenhuma das duas equipes conseguiram mexer no placar no primeiro tempo.

A segunda etapa começou com o Aston Villa indo para cima dos adversários, sempre apostando na velocidade de sua jovem equipe. Em dois vacilos da defesa do Manchester, a equipe da casa chegou bem e quase conseguiu desempatar o duelo.

Como elemento surpresa pela direita, Albrighton teve duas chances muito claras de gol desperdiçadas. Na primeira delas, a bola sobrou depois de uma finalização de Agbonlahor e ele finalizou à direita. Em seguida, um cruzamento da esquerda encontrou o meio-campista, que cabeceou com muito perigo.

Aos 21 minutos, o Manchester United contou com a sorte duas vezes seguidas para não sofrer o gol. Em mais uma jogada pela ponta direita, o cruzamento foi na cabeça de Collins, que cabeceou muito forte e a bola explodiu no travessão. No lance seguinte, a bola ficou viva na área e sobrou para Agbonlahor, que soltou a bomba rasteira e mais uma vez a bola beijou a trave.

Aos 25 minutos, o Aston arrancou em contra-ataque e, antes que a bola chegasse a Young, Brown cometeu o pênalti. O próprio Ashley Young foi para a cobrança e abriu o placar para a equipe da casa, depois de uma grande pressão.

Cinco minutos depois, o placar foi ampliado. Depois de alguns minutos do Manchester segurando a bola, tentando abrir a defesa do Aston, a bola foi roubada e Young arrancou em um contragolpe. Ele achou Downing dentro da área, que cruzou de primeira para Albrighton, que só mandou para as redes, fazendo o segundo.

Aos 34, Albrighton foi novamente heroi. O meio-campista estava bem posicionado e viu a bola chegar aos pés de Rio Ferdinand dentro da área. Depois da finalização do zagueiro do Manchester, o autor do segundo gol tirou a bola em cima da linha e evitou o gol do United.

Na jogada seguinte, Macheda deu sobrevida ao Manchester. Depois de uma pressão dos visitantes, Fletcher fez boa jogada e rolou de calcanhar para o italiano, que soltou a bomba e diminuiu o placar.

Quando o jogo parecia perdido, Vidic salvou o United. Nani recebeu pela esquerda, fez grande jogada e conseguiu o cruzamento para a área. O zagueiro Vidic, bem posicionado, cabeceou no contrapé do goleiro e empatou o jogo, heroicamente, aos 40 minutos. Aos 45, Obertan teve duas grandes chances, mas bateu por cima a primeira e foi parado pelo goleiro na segunda.

Apesar da pressão no final, o Manchester não conseguiu desempatar o duelo e levou para casa o sétimo empate em 13 jogos no Inglês.

Leia tudo sobre: futebol internacionalinglaterrainglês 2010

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG