Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Manchester United anuncia redução de dívida

Time inglês reduziu a sua dívida em quase 20%, para 458,9 milhões de libras

AE |

selo

O poderio comercial do Manchester United ajudou os proprietários norte-americanos - os irmãos Glazer - a reduzirem as dívidas do clube, que voltou a lucrar, antes do plano dos dirigentes de realizar uma oferta de ações em Cingapura, que ainda não aconteceu. A melhora nas contas da equipe, que obteve lucro, foram apresentadas com a revelação dos resultados financeiros nesta quinta-feira. 

O United, que se tornou o maior campeão da história do Campeonato Inglês na última temporada, com 19 conquistas, reduziu a sua dívida em quase 20%, para 458,9 milhões de libras, e as receitas aumentaram em 45 milhões de libras para um valor recorde de 331,4 milhões de libras. 

A família Glazer, que comprou o United em 2005, viu o balanço do clube apresentar lucro de 29,7 milhões de libras no ano fiscal que terminou em 30 de junho. O clube perdeu 15 milhões de libras (24 milhões) no ano anterior. 

Grande parte do crescimento da receita veio do departamento comercial do United, que é considerado um dos clubes mais valiosos do mundo. Mas metade das receitas comerciais, que subiram 27%, foi destinada a cobrir o pagamento de juros bancários de 51,2 milhões de libras em dívidas que não existiam antes da aquisição pelos irmãos Glazer. 

O sucesso na temporada passada da equipe, que venceu o Campeonato Inglês e chegou à final da Liga dos Campeões da Europa, veio com um custo para o United, com o valor gasto em salários tendo um aumento de 16%, para 152,9 milhões de libras.

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterramanchester uniteddívida

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG