Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Manchester goleia o Schalke e vai fazer final contra o Barcelona

Time inglês vai se encontrar novamente com o time espanhol em uma decisão de Liga dos Campeões

Allan Brito, iG São Paulo |

Barcelona e Manchester United vão fazer novamente a final da Liga dos Campeões. Os times já decidiram a competição na temporada 2008/2009 e agora vão se enfrentar em Londres, na Inglaterra, no estádio de Wembley, no dia 28 de maio. Isso foi decidido no Old Trafford, nesta quarta-feira, depois que o Manchester eliminou o Schalke 04 com uma goleada por 4 a 1 - o primeiro jogo, na Alemanha, já tinha sido 2 a 0 para a equipe inglesa.

O Manchester nem precisou de seus principais jogadores para confirmar seu favoritismo e a classificação. Rooney, decisivo no jogo de ida, sequer ficou no banco. Giggs e Hernández, outros destaques da primeira partida, foram apenas opções entre os reservas, sendo que nenhum deles entrou em campo.

Mesmo assim, o primeiro gol marcado no jogo foi do Manchester United, com o equatoriano Valencia. Depois, aconteceu o segundo gol do time inglês, logo uma falha do goleiro Manuel Neuer, que tinha feito defesas difíceis há uma semana e assim evitado uma goleada.

O Schalke ainda reagiu no primeiro tempo, diminuiu o placar com 2 a 1, mas na segunda etapa pouco fez para assustar o seu adversário. As substituições erradas do técnico Ralf Rangnick só atrapalharam o time, que sofreu mais dois gols marcados pelo brasileiro Anderson e foi eliminado da Liga, após fazer uma campanha surpreendente.

Já o Manchester United confirmou que vai disputar sua terceira final de Liga dos Campeões nos últimos quatro ano - é o melhor feito desde que a Juventus esteve nas decisões de 96, 97 e 98. O time inglês também vai ter a chance de se vingar do Barça, já que em 2009 ele perdeu a final da competição europeia para o time catalão.

Antes, no próximo final de semana, o Manchester vai contar com seus principais jogadores mais descansados para um jogo importante contra o Chelsea, seu principal adversário na disputa pelo título do Campeonato Inglês.

[]

O jogo
O Manchester United, preocupado com o Campeonato Inglês, não entrou com sua força total. Mesmo assim, teve mais presença ofensiva durante os primeiros minutos. Porém, a primeira chance de gol foi do Schalke, em chute de Farfán que foi para fora aos sete minutos.

Aos doze, Berbatov acertou um surpreendente drible e se livrou da marcação perto da linha de fundo. Ao tentar cruzar, Neuer, o goleiro que foi o destaque do primeiro jogo, apareceu pela primeira vez.

Porém, a necessidade de atacar do Schalke e o desentrosamento do Manchester logo fez com que o jogo fosse dominado pelo time alemão. Até os 20 minutos a maior posse de bola era dele, mesmo que poucas chances de gol fossem criadas.

Enquanto o Schalke ficava com a bola sem saber o que fazer com ela, o Manchester aproveitou para aumentar sua vantagem. Aos 26 minutos, após um passe errado no meio-campo, Gibson ficou com a bola e lançou em velocidade para Valencia, que só finalizou para abrir o placar do jogo.

Logo na jogada seguinte, o Schalke chegou com perigo, através de um chute de Raúl, mas a bola ficou mesmo com Van der Sar e assim reação do Schalke não se concretizou.

Até porque, aos 30 minutos, Anderson e Valencia tabelaram pela direita, o equatoriano rolou para trás, onde chegava Gibson. O meia chutou forte, Neuer falhou ao tentar espalmar a bola e ela entrou no canto.

Entretanto, o Manchester nem teve tempo pra comemorar: quatro minutos depois, Jurado aproveitou o rebote de uma confusa jogada na área e chutou forte, sem chances para Van der Sar defender. O gol saiu, mas os jogadores do Schalke pouco comemoraram, já que ainda seriam necessários três gols para que o time se classificasse.

Sem ânimo, eles não continuaram sua reação. Pelo contrário, já que Valencia ainda conseguiu ficar frente a frente com Neuer, após passe do brasileiro Anderson. O equatoriano ainda driblou o goleiro, mas o chute foi salvo por Howedes em cima da linha. E assim acabou o primeiro tempo, com 2 a 1 para o Manchester no placar.

No segundo tempo, o técnico Ralf Rangnick mudou de jogadores e de tática. Com Edu no lugar de Baumjohann, o artilheiro Raúl passou a ter mais companhia no ataque. Mas foi o Manchester que criou a primeira jogada de destaque: Gibson lançou na direita novamente para Valencia, que tocou para Anderson, mas o brasileiro não conseguiu finalizar.

Aos nove minutos do segundo tempo, Anderson quase se redimiu. Após receber um passe na entrada da área, ele usou a perna esquerda para chutar cruzado com precisão, mas Neuer se esticou para desviar a bola para fora. Aos quinze, Anderson tentou novamente, dessa vez de fora da área, mas a bola foi fraca e Neuer defendeu sem problemas.

Depois, o jogo esfriou e a classificação do Manchester ficou ainda mais evidente. Desesperado, o técnico do Schalke resolveu tirar um zagueiro, Howedes, para colocar o centroavante Huntelaar em campo. Três minutos depois, o resultado da alteração foi mostrado: Nani, do Manchester, fez bela jogada pela direita, cruzou e, depois de confusão na área, o brasileiro Anderson finalmente acertou o gol e acabou de vez com a esperança do adversário.

AFP
Jurado chutou, Van der Sar não defendeu, mas a reação do Schalke parou por aí

A solução encontrada pelo técnico Ralf Rangnick foi desfazer sua substituição ofensiva: o defensor Matip entrou no lugar do apoiador Farfán. Porém, o time já estava abatido e nem assim foi possível evitar um novo gol. Após lançamento de Valencia, novamente pela direita, Berbatov entrou na área e tocou para Anderson, que só empurrou a bola para as redes e fez seu segundo gol.

Após esse lance, o Schalke ainda tentou pressionar o Manchester United, que diminuiu naturalmente o seu ritmo. Huntelaar teve mais de uma chance de marcar seu gol, mas não conseguiu. Owen e Evra também levaram perigo, mas a partida terminou mesmo com a goleada de 4 a 1, para a festa da torcida no Old Trafford.

FICHA TÉCNICA: MANCHESTER UNITED 4 x 1 SCHALKE 04

Local: Old Trafford, em Manchester-ING
Data: 4 de maio de 2011, quarta-feira
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença-POR
Cartões amarelos: Anderson, Scholes e Gibson (MAN); Escudero (SCH)

GOLS: Valencia, aos 26 minutos, Gibson, aos 30 minutos, Anderson, aos 27 e 31 minutos do segundo tempo (MAN). Jurado (SCH), aos 34 minutos.

MANCHESTER UNITED: Van der Sar; Rafael (Evra), Smalling, Evans e O'Shea; Scholes (Fletcher), Anderson, Gibson, Valencia e Nani; Berbatov (Owen). Técnico: Alex Ferguson

SCHALKE 04: Neuer; Uchida, Howedes (Huntelaar), Metzelder, Sarpei (Escudero); Papadopoulos, Jurado, Farfán (Matip), Baumjohann (Edu) e Draxler; Raúl. Técnico: Ralf Rangnick

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG