Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mais próximo do centésimo gol, Ceni reconhece erro da arbitragem

Camisa um são-paulino diz que lance do pênalti em Ricardo Oliveira foi mesmo fora da área, mas também destacou que Gilberto deveria ter sido expulso

Gazeta Esportiva |

O Cruzeiro é mesmo uma das vítimas preferidas de Rogério Ceni. Nesta quarta-feira, o goleiro marcou o segundo gol da vitória são-paulina por 2 a 0 sobre a Raposa e agora coleciona seis tentos anotados contra o rival mineiro - num total de 92 ao longo da carreira. Satisfeito com o desempenho do time, o arqueiro reconheceu o erro da arbitragem, já que a falta sofrida por Ricardo Oliveira aconteceu fora da área.

"Vendo de longe, eu achei que foi falta, mas fora da área. Da minha distância, achei que não tinha sido pênalti, mas a posição do auxiliar é diferente, ele está contra a linha. Mas erros acontecem, assim como o Gilberto poderia ter sido expulso no primeiro tempo", declarou o capitão, que marcou seu terceiro gol no Brasileirão 2010.

O lance citado pelo goleiro aconteceu poucos minutos antes do intervalo, quando Gilberto fez falta dura em Lucas e recebeu apenas cartão amarelo. "Ele não é um jogador maldoso, mas merecia o cartão vermelho", completou o camisa 1.

Já focado no clássico contra o Corinthians, no domingo, Ceni lamentou o bom desempenho dos rivais diretos do Tricolor nesta rodada - Grêmio, Botafogo e Corinthians venceram. "Os resultados não foram muito bons, nossos concorrentes ganharam. Vamos ver o que conseguimos fazer em cinco jogos".

Maior 'freguês' -

Apenas uma equipe sofreu mais com os gols de Rogério Ceni do que o Cruzeiro: o rival Palmeiras. Dos 92 gols marcados pelo são-paulino, sete foram contra o Alviverde. Vasco (cinco gols), Figueirense (quatro), Paraná (quatro) e Santos (quatro) também costumam sofrer quando enfrentam o São Paulo.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG