Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mais jovens do time, Neymar e Lucas viram queridinhos da torcida

Santista e são-paulino resistiram às vaias no Serra Dourada e se firmam como jogadores mais populares da seleção

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG em Goiânia |

Mowa Press
Neymar e Lucas em treino da seleção
Em uma seleção onde a maioria virou figurinha carimbada nas convocações quando já estava atuando na Europa, Neymar e Lucas são exceções. O santista e o são-paulino, mais jovens do time de Mano Menezes estão praticamente garantidos no grupo que irá à Copa América na Argentina – a lista será divulgada na terça-feira.

Mais do que isso. Hoje eles são os queridinhos da torcida. Foi assim no empate deste sábado contra a Holanda em Goiânia. Num jogo onde a torcida vaiou e gritou “timinho”, Neymar ouvia berros histéricos quando tocava na bola e Lucas teve seu nome entoado pelos torcedores quando ainda estava no banco de reservas.

A dupla tem se destacado no futebol brasileiro desde o ano passado e brilhou na conquista do Sul-americano sub 20, em fevereiro. Aos 19 e 18 anos, Neymar e Lucas, respectivamente, prometem ser a cara do time que disputará a Copa de 2014 no Brasil.

Hoje os dois vivem momentos diferentes na equipe de Mano Menezes. Enquanto Neymar é titular absoluto e jogador mais pop do time, Lucas ainda é reserva, mas pelo que se viu e, principalmente, ouviu em Goiânia já virou o mais pedido pela torcida quando a coisa complica.
AFP
Neymar fez seu primeiro jogo com a camisa da seleção em território nacional


Sem “cai-cai”
Mesmo poupados pela torcida, Neymar e Lucas só entraram nos dados oficiais da partida porque levaram cartões amarelos. Os dois foram advertidos pelo mesmo motivo: simulação de faltas para enganar o arbitro, na opinião de Carlos Amarilla.

Após o jogo, Mano Menezes defendeu os dois. “Não acho que houve exagero deles. Todo jogador que dribla em velocidade, se desequilibra. Ele não esta se jogando porque quer cavar uma falta. Mas você pode cair no futebol, pode ter queda, árbitro deve ter compreensão que isso é do jogo”, comentou o técnico sobre os cartões dados a Neymar e Lucas.

 

Leia tudo sobre: NeymarLucasseleção brasileira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG