Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mais eficiente, Ceará vence e deixa Bahia em situação complicada

Com gol de falta do pentacampeão Edmílson, cearenses chegam aos 25 pontos e embalam no Brasileirão

Gazeta |

nullNo encerramento do primeiro turno do Brasileirão, o Ceará conseguiu uma importante vitória sobre o Bahia , neste domingo, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE). Mais eficiente, o Vozão venceu por 3 a 0, com gols de Thiago Humberto , Felipe Azevedo e Edmílson .

Após ver o time da casa abrir o placar ainda no primeiro tempo, o Bahia partiu para a pressão, especialmente no segundo tempo, quando perdeu várias oportunidades de gols. Porém, após uma bela sequência de defesas do goleiro Diego, o Ceará encaixou um belo contra-ataque, e conseguiu definir o placar no Presidente Vargas. Com a fatura liquidada, otime da casa ainda ampliaria com o pentacampeão Edmílson, de falta.

Enquanto o time cearense chega aos 25 pontos, brigando por uma vaga entre os dez melhores da competição. O Bahia, que não vence há quatro jogos, segue com 20 pontos, próximo da zona de rebaixamento - o Atlético-PR, primeira equipe dentro do grupo dos quatro piores, tem 18. Já pensando no returno, o Ceará vai até o Rio de Janeiro, enfrentar o Vasco, na quarta-feira. Por sua vez, o Bahia recebe no estádio Pituaçu o lanterna América-MG, para afastar-se da zona da degola.

AE
Lulinha disputa a bola com Erivélton durante a derrota para o Ceará no Presidente Vargas
O jogo

Após dez primeiros minutos mornos, em que as equipes não criaram oportunidades, o Tricolor tentou assustar com o centroavante Júnior, que cabeceou à esquerda de Diego.

Na primeira grande chance do Vozão, aos 16 minutos, a equipe conseguiu abrir o placar no PV. Jogada de Marcelo Nicácio para o lateral Boiadeiro, que fez o passe para Thiago Humberto. O camisa 10 do Ceará invadiu a área e bateu cruzado. A bola desviou levemente em um jogador do Bahia e Marcelo Lomba ainda tentou fazer a defesa, mas não evitou o primeiro gol alvinegro.

A mudança no placar fez com que a partida ficasse mais aberta: em dois minutos, o Bahia levou perigo Diones e Lulinha, mas o Vozão conseguiu segurar o Tricolor de Aço, e manteve a vantagem no placar.

Os dois times se alternavam na pressão, e novamente o Ceará jogava melhor, mas sem levar muito perigo ao goleiro Marcelo Lomba. Aos 31, a melhor chance do time baiano: Júnior recebeu pela esquerda e chutou firme, mas Diego voou para fazer bela defesa, e evitar o empate no Presidente Vargas.

No início da etapa final, o Bahia perdeu seu goleiro, que precisou deixar a partida após se lesionar. Aos 10 minutos, outra chance para o Tricolor de Aço: Lulinha recebeu livre dentro da área, ajeitou e bateu cruzado. A bola passou na frente da área e saiu do outro lado pela linha de fundo.

Apesar da pressão, o Bahia não conseguia empatar a partida. Com isso, a equipe diminuiu a pressão, mas ainda atuava melhor do que o Vozão. Aos 31, o goleiro Diego foi providencial para evitar o empate do Bahia: após cruzamento de Marcos, Júnior não conseguiu dominar e a bola sobrou limpa para Jones. O atleta bateu firme, mas Diego fez boa defesa. No rebote, novamente Júnior, desta vez de cabeça, tentou marcar, mas o arqueiro do Ceará fez uma linda defesa, de puro reflexo. Pouco depois, Marcos tentou de longe, e novamente Diego se esticou para não ceder o empate.

Ineficiente, o Bahia sofreu o castigo aos 35 minutos: Osvaldo puxou contra-ataque em alta velocidade e invadiu a área. Em vez de tentar o chute, o jogador rolou para Felipe Azevedo, que entrara no lugar de Thiago Humberto, marcar o segundo gol, que diminuiu o ânimo do Tricolor de Aço.

No lance seguinte, esteve próximo do terceiro gol, mas Nicácio acertou a trave do goleiro Tiago. Já nos acréscimos, com o Bahia entregue, o experiente Edmílson cobrou falta com categoria, para definir a vitória por 3 a 0 em Fortaleza.

Confira as imagens dos clássicos deste domingo pelo Brasileirão:

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 3 X 0 BAHIA

Local: Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 28 de agosto de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Erich Bandeira (PE) e Fábio Pereira (TO)
Cartões Amarelos: Marcelo Lomba, Fabinho, Lulinha e Titi (Bahia)
GOLS: Thiago Humberto, aos 13 minutos do primeiro tempo, Felipe Azevedo aos 35 minutos do segundo tempo e Edmílson aos 46 minutos do segundo tempo (Ceará)

CEARÁ: Diego; Fabrício, Erivelton e Cleber; Boiadeiro (Patrick), Eusébio, Michel e Thiago Humberto (Felipe Azevedo) e Vicente; Osvaldo e Marcelo Nicácio (Edmílson)
Técnico: Vagner Mancini

BAHIA: Marcelo Lomba (Tiago); Marcos, Titi, Paulo Miranda e Dodô (Maranhão); Marcone, Fabinho, Diones (Reinaldo) e Lulinha; Jones Carioca e Júnior
Técnico: René Simões

Leia tudo sobre: brasileirão 2011cearábahia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG