Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mais adaptado, atacante Jô prevê ano melhor pelo Internacional

Com a chegada de Dagoberto, setor fica mais concorrido. A tarde foi atividade no clube de golfe

Gabriel Cardoso, enviado iG em Gramado |

Rafael Antoniutti/Trato.Txt
Jô, atacante do Inter
chegou ao Inter no segundo semestre de 2011. A expectativa era grande pela vinda de um jogador de boa passagem pelo futebol europeu nos últimos seis anos, mas ele foi discreto no futebol gaúcho. Foram dois gols em 17 jogos.

Jô teve que passar pela tão falada readaptação ao futebol brasileiro. Superado o período, espera que 2012 seja melhor.

"Quando eu via jogadores voltando ao Brasil não acreditava nessa história de se readaptar. Achava estranho. Mas eu tive esse período, peguei o meio da temporada e eu voltando de férias. Foi complicado para mim. Mas agora eu começo do zero", comentou.

Ele começa a temporada como reserva, e ainda vê o aumento na concorrência. Dagoberto chegou e tem tudo para ser o companheiro de Leandro Damião. O Inter também está muito próximo de anunciar a contratação de Marcos Aurélio, do Coritiba. Jô terá que entrar no bolo e concorrer. Gilberto também é opção no setor.

"A felicidade é do Dorival, que vai ter essa dor de cabeça ao ver um elenco fortíssimo e ficar na dúvida em quem escalar. A chegada do Dagoberto motiva mais, foi algo bom. Saber que tem mais uma disputa. A gente tem que trabalhar e não ficar nervoso", completou.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Na tarde desta terça-feira, os jogadores voltaram a treinar no Golf Club da cidade de Gramado. O treinamento foi físico. Na manhã de quarta-feira, a atividade está marcada para a Vila Olímpica da cidade.

Gabriel Cardoso
Jogadores treinaram no campo de golfe

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos 

Leia tudo sobre: Internacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG