Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maioria dos jogadores ficam no Grêmio, mas preparador deve mudar

Renato Gaúcho quer a manutenção de 95% dos atletas, mas não fala sobre situação de Anderson Paixão

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

O que Renato Gaúcho evitou falar nas últimas rodadas do Brasileirão será a realidade do Grêmio nas próximas semanas: reformulação do grupo de jogadores e da comissão técnica. Durante o mês de dezembro, a nova direção irá tratar de renovações de contrato da maioria dos atletas e definir o responsável pela preparação física uma vez que Anderson Paixão deve ser liberado.

Falei com a direção o que precisava ser falado. Passei a minha ideia: 95% dos grupo deve ficar. O resto é com ela, revelou o treinador.

Nesta lógica, a prioridade do futuro diretor de futebol, Antônio Vicente Martins, será negociar a renovação com três titulares: Fábio Santos, Lúcio e André Lima. Todos devem receber propostas nesta semana. Ferdinando, Joilson e Ozeia, que também tem contratos por acabar em 31 de dezembro, não devem permanecer.

O segundo momento será prorrogar os vínculos de Paulão (expira em 15 de maio de 2011), Gabriel (60 de junho) e Fábio Rochemback (31 de agosto), especialmente se a vaga à Libertadores se confirmar. Os casos de Vilson e Junior Viçosa são mais fáceis, afinal, há cláusula nos acordos que preveem o pagamento para a permanência de ambos.

Renato não quis comentar a situação de Souza e Leandro, que pouco renderam nesta temporada. A dupla pode ser envolvida em negócios com outros clubes. Sobre Borges, que recentemente admitiu ao iG ter recebido sondagens, o treinador disse desejar a permanência do atacante: Ele tem contrato e está nos planos. Só sai se quiser, mas até agora não falou nada neste sentido

Quem não deve permanecer é o preparador Anderson Paixão. Perguntado sobre a sua preferência, Renato desconversou. Uma reunião na quarta-feira deve selar a saída do fisicultor. "O trabalho foi bem feito. Gostaria de ter continuidade, mas se não for aqui será em outro lugar", disse Anderson.

Caso ele não fique, o nome de Flávio de Oliveira, que trabalhou no clube em 2008, é uma alternativa.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirogrêmio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG