Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maior desafio de Adriano será não engordar, diz médico

Joaquim Grava mantém em cinco meses o prazo para que atacante volte a jogar, mas pede atenção à dieta

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O médico do Corinthians , Joaquim Grava, disse nesta quarta-feira que o grande desafio de Adriano em sua recuperação será não ganhar peso. “A maior preocupação dele nesse período é não engordar. Ele vai seguir a mesma dieta que já vinha seguindo e a nossa ideia é que ele ao menos não recupere o peso que já tinha perdido, uns três quilos”, completou o médico. Ele operou o atacante do Corinthians nesta quarta-feira de uma lesão no tendão de Aquiles esquerdo, no Hospital São Luiz, e estima que o retorno do "Imperador" aos gramados ocorrerá em cinco meses.

Grava disse também, durante entrevista coletiva, que o excesso de peso do jogador não influenciou sua lesão. “Foi uma fatalidade e não tem nada a ver com o peso dele”, disse Grava. O médico do Corinthians explicou o procedimento realizado no início desta quarta-feira e disse que ao menos Adriano teve a sorte de no local da lesão não ter sido necessária fazer uma reconstrução do tendão, apenas uma recuperação.

“Não é muito comum no futebol essa lesão. Lembro só do Júnior César, do São Paulo. A cirurgia não foi de reconstrução, foi de reparação e reestrutura do tendão. A lesão não foi no meio do tendão, foi na união do tendão com o músculo, o que facilita a cicatrização”, disse Grava.

O médico disse que usou uma prática comum neste tipo de cirurgia chamada PRP (plasma rico em plaquetas) para acelerar o processo de cicatrização do tendão.

De acordo com Grava, Adriano terá alta nesta quinta-feira e foi liberado para passar a Páscoa com sua família no Rio de Janeiro. Ele ficará na sua cidade natal durante os próximos dias e voltará a ser tratado no CT do Corinthians dia 2 de maio. Neste período no Rio, o médico José Luís Runco o acompanhará.

“Já estava certo que ele iria para lá na Páscoa. Não vamos cortar isso dele. Ele tem de ficar quatro semanas imobilizado com uma bota e 15 dias sem nenhum tipo de movimentação. Após 15 dias, ele retira os pontos e já pode fazer alguns movimentos pré-determinados, após essas semanas com bicicleta e piscina e hidroterapia”.

A previsão de volta total de Adriano aos treinos físicos é de dois meses, segundo Grava.

Leia tudo sobre: CorinthiansAdrianoJoaquim Grava

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG