Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maikon Leite diz que Palmeiras tem de 'erguer a cabeça'

O atacante palmeirense acredita em reação contra o Grêmio, no próximo domingo

AE |

selo

AE
Maikon Leite acredita na recuperação do Palmeiras contra o Grêmio
O atacante Maikon Leite falou nesta quinta-feira sobre a atual situação do Palmeiras, que vem de quatro derrotas consecutivas e acumula um jejum de oito partidas sem vitória. O jogador garantiu que o time está pronto para reagir no Campeonato Brasileiro, no qual o clube volta a jogar no domingo, contra o Grêmio, no Olímpico, em busca de uma vitória que deixaria a equipe muito próxima de eliminar o risco de rebaixamento na competição.

Leia mais: André Lima se recusa a jogar no Palmeiras

Maikon Leite enfatizou que os atletas precisam ter confiança e fé de que podem reverter este momento ruim o mais rápido possível. "Ninguém está mais chateado com essa situação dos que os jogadores. Só nós podemos mudar essa situação. Temos de erguer a cabeça, vencer logo um jogo e depois ver o que acontece", disse o jogador, em entrevista coletiva, se referindo à sequência de resultados ruins da equipe.

Confira também: Kléber adia acerto com o Grêmio

Com 41 pontos, o Palmeiras passou a temer o risco de rebaixamento até pelo futebol muito ruim que vem apresentando nos últimos jogos. A vantagem em relação ao Cruzeiro, que encabeça hoje a zona do descenso, ainda é de sete pontos, mas o time sabe que precisará reagir nas cinco rodadas que restam para o término do Campeonato Brasileiro.

Veja a classificação e próximos jogos do Brasileirão

"Queremos espantar logo esse fantasma e apagar do nosso vocabulário a palavra rebaixamento. Só depende da gente afastar esse perigo e queremos que seja logo, de preferência conseguindo arrancar pontos do Grêmio", alertou Maikon Leite, negando em seguida que os jogadores tenham se acovardado nos últimos jogos por causa do risco de rebaixamento. "Não é sentimento de medo, mas de preocupação. Jogador que não estiver preocupado é porque realmente não está nem aí. Mas aqui dentro temos conversado e dá para perceber que todos querem logo sair dessa situação", disse o jogador.

E o atacante espera poder ajudar o Palmeiras a reencontrar o caminho das vitórias em um momento especial da sua vida. Enrico, filho do jogador, nasceu na noite da última quarta-feira, em Santos. "Chegou de madrugada, todo bonitão igual à mãe e dando trabalho para nós", brincou Maikon Leite. "Estou muito feliz e emocionado. Foi uma benção de Deus e espero que o nascimento dele culmine com a reação do Palmeiras no Campeonato Brasileiro", acrescentou.

Leia tudo sobre: brasileirão 2011palmeirasmaikon leite

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG