Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Magno Alves marca dois e tira Atlético-MG da zona de rebaixamento

Com vitória sobre o Bahia, time atleticano sobe para a 16ª colocação, enquanto adversário entra em crise

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Depois de sete rodadas o Atlético-MG está fora da zona de rebaixamento. Com dois gols do atacante Magno Alves , o time mineiro venceu o Bahia por 2 a 0, neste domingo, na Arena do Jacaré. Com o resultado, a equipe comanda por Cuca chegou aos 24 pontos e sete vitórias, superando o próprio Bahia, tem iguais 24 pontos, mas somente cinco triunfos.

null

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Apesar de não ter passado sufoco em nenhum momento da partida, o jogo não foi fácil para o Atlético-MG. O primeiro gol saiu somente aos 49 minutos do primeiro tempo, em cobrança de pênalti. Com Serginho na lateral-direita e Mancini na meia pela esquerda, a equipe alvinegra não tinha velocidade e estava com dificuldade para trocar passes. Mas a partir do gol e da expulsão de Paulo Miranda, autor do pênalti, o Atlético-MG comandou o jogo.

O segundo tempo foi praticamente com o time mineiro no ataque. Magno Alves marcou o segundo depois de grande lançamento de Daniel Carvalho. O Atlético-MG teve chance de fazer o terceiro, mas como o importante era a vitória, a equipe da casa aproveitou para tocar a bola, fazer o tempo passar e respirar aliviada por pelo menos uma semana.

AE
Atleticano Werley leva a melhor sobre o meia Carlos Alberto em disputa de bola

O jogo

Precisando vencer para deixar a zona de rebaixamento, o Atlético-MG não pressionou como era esperado. Tanto que a primeira intervenção do goleiro Tiago foi somente aos 14 minutos, numa bola cruzada na área. O goleiro do Bahia ainda se enrolou no lance, mas nada que comprometesse. E assim seguia a partida, com o Atlético-MG sem força para entrar e o Bahia sem vontade para atacar.

Tiago não fazia nenhuma defesa, assim como Renan Ribeiro. Porém o goleiro atleticano nem sequer pegava na bola, enquanto o arqueiro do Bahia tinha de sair nas bolas alçadas na área. Um dos bons momentos do Atlético-MG foi aos 31 minutos, quando Magno Alves girou em cima da defesa mas concluiu sem precisão. Três minutos depois foi a vez de Mancini receber boa bola dentro da área, mas Paulo Miranda travou na hora do chute.

Se não da para entrar por baixo e nem por alto, o Atlético-MG tentou através das cobranças de falta. Mas Mancini aos 41 e Daniel Carvalho aos 46 chutaram para fora. Mas aos 47 minutos o zagueiro colocou a mão na bola, dentro da área. Já amarelado, ele deixou o Bahia com um jogador a menos e um pênalti contra. Magno Alves bateu bem e colocou o Atlético-MG na frente.

Em casa, com um jogador a mais e na frente no marcador, restava ao time de Cuca controlar a partida. Joel Santana abriu mão de um atacante para recompor a defesa, o que facilitou ainda mais para a equipe atleticana. Tudo ficou ótimo aos dez minutos, quando Magno Alves recebeu excelente lançamento de Daniel Carvalho e bateu na saída de Tiago. Era o 2 a 0, o gol que tirava o Atlético-MG da zona de rebaixamento.

A partir de então o Bahia até que tentou chegar ao gol de Renan Ribeiro, que continuou sem fazer nenhuma defesa. Titi até acertou o travessão aos 33 minutos, mas antes disso o Atlético-MG teve três oportunidades de fazer o terceiro, duas com Bernard e uma com Réver. Os minutos finais foram de toque de bola e gritos de olé dos mais de 10 mil torcedores presentes na Arena do Jacaré.

AE
Atleticano Werley leva a melhor sobre o meia Carlos Alberto em disputa de bola

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG 2 X 0 BAHIA
Local:
Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG
Data: 11 de setembro de 2011, domingo
Horário: 18h (horário de Brasília)
Renda: R$ R$ 53.055,20
Público: 10.991 pagantes
Árbitro: Wilson Luís Seneme (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
Cartões Amarelos: Réver (CAM); Júnior e Fahel (BAH)
Cartão Vermelho: Paulo Miranda (BAH)
GOLS:
ATLÉTICO-MG: Magno Alves, aos 49 minutos do primeiro tempo e aos 10 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Serginho (Bernard), Werley, Réver e Triguinho; Pierre; Fillipe Soutto, Mancini e Daniel Carvalho; Neto Berola (Jonatas Obina) e Magno Alves (Wesley).
Técnico: Cuca.

BAHIA: Tiago; Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Marcos; Marcone, Fahel, Ricardinho (Maranhão) e Carlos Alberto; Reinaldo (Jones Carioca) e Júnior (Danny Morais).
Técnico: Joel Santana.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Bahia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG