Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Lyon vence PSG e é semifinalista da Copa da França

Equipe dos brasileiros Nenê, Alex e Maxwell também perdeu uma invencibilidade de 12 partidas na temporada

Gazeta |

Foi definido nesta quarta-feira, no estádio Parc des Princes, em Paris, o último semifinalista da Copa da França. Com uma vitória por 2 a 1 na casa do adversário - e de virada -, o Lyon do técnico Rémi Garde eliminou o PSG, do brasileiro Nenê, que até abriu o placar, mas não conseguiu evitar a vitória dos visitantes. Além de ser eliminado, o PSG viu terminar a invencibilidade de 12 partidas do técnico Carlo Ancelotti.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O placar positivo põe o Lyon entre os quatro finalistas do torneio. A lista ainda conta com o Quevilly, da Terceira Divisão da França, que eliminou o Olympique de Marselha na última terça-feira, além do Gazelec Ajaccio, outra zebra, que deixou para trás o Montpellier, e do Rennes, o outro clube grande próximo da conquista.

O jogo
O PSG entrou em campo com dupla de zaga formada por Alex, ex-jogador do Santos, e Lugano, ex-São Paulo, que mantiveram o time seguro e despacharam qualquer bola próxima da área do goleiro Douchez. A primeira chance foi criada assim, a partir de uma bola estirada pela zaga que acabou chegando aos pés de Ménez. O meio-campista bateu para o gol e viu Umtiti fazer o desvio com o braço.

Leia mais: Com gol contra, Toulouse vence Rennes e sobe para quarto lugar

Na cobrança de pênalti, aos 18 minutos, o brasileiro Nenê abriu o placar em Paris com uma batida seca no canto esquerdo de Lloris. A partida diante do PSG marcava o retorno do meia ao time do Lyon, já que ele foi desfalque contra o Caen.

Não houve tempo nem para comemorar pois, aos 25 minutos do primeiro tempo, em um belo tiro de exatamente 25 metros, Kallstron acertou de pé esquerdo no ângulo de Douchez, que nada pôde fazer para evitar o empate. Após o gol, o Lyon se manteve exercendo pressão e conseguiu a virada, aos 39, em passe de Kallstron e chute de Lisandro Lopez.

Na etapa complementar, a tática do Lyon de administrar o resultado não poderia dar melhor resultado. A equipe foi inteligente para manter a bola nos pés e ainda aumentou a vantagem aos 46 do segundo tempo, em cobrança de pênalti de Gomis.

 

Leia tudo sobre: psgfrançafutebol mundiallyon

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG