Técnico diz que poderia ter entrada com cinco zagueiros e 10 atacantes que resultado não seria diferente

null

Foi apenas a segunda derrota do Flamengo em 2011. Mas o placar de 4 a 1 a favor do Atlético-GO , nesta quinta-feira, no Engenhão, pode deixar marcas. O técnico Vanderlei Luxemburgo sabe disso, mas a preocupação é

recuperar o grupo rapidamente, já que o time, ainda vice-líder, com 34 pontos, três a menos do que o Corinthians , volta a campo no domingo, às 16h, contra o Internacional , pela 18 a rodada do Campeonato Brasileiro.

Entre para a Torcida Virtual do Flamengo e ajude o time a ser o líder do ranking

“Futebol é assim. Por isso, ele é bonito e caprichoso. Sabia que quando a gente perdesse, seria desse jeito. Já sofri outras derrotas como essa. Às vezes, quando um time está muito bem se assusta com uma porrada bem dada. Agora, é não deixar escapar. Vai doer, sofrer e ficar chateado. É ir para casa e pensar no próximo jogo”, disse Luxemburgo, sem lamentar as ausências de Ronaldinho Gaúcho e Renato , que estavam suspensos.

Siga o Twitter do iG Flamengo e receba notícias do time em tempo real

O jogo marcou a estreia do zagueiro Alex Silva , que não jogava desde o dia 12 de maio. Ele saiu no intervalo do jogo, quando o Atlético-GO já vencia por 2 a 0. A expectativa agora é como o jogador será utilizado no confronto com o Internacional. Welinton e Ronaldo Angelim jogaram com ele no esquema com três zagueiros.

“Eu tirei o Alex Silva porque tinha que fazer uma mudança. Ele estava sem jogar há três meses. Tem qualidade e, gradativamente, vai ocupar o espaço dele no time”, comentou Luxemburgo. “Foi aquele jogo em que nada deu certo. Poderia ter três, quatro ou cinco zagueiros, 10 atacantes, que não adiantaria”, emendou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.