Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Luxemburgo compra de vez a briga com a arbitragem brasileira

Técnico do Flamengo ataca o presidente da Conaf via twitter e critica escalação de Sandro Meira Ricci

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

Futura Press
Luxemburgo esteve envolvido na discussão durante o jogo com o Ceará
O técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu mesmo comprar briga com o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem (Conaf), Sérgio Corrêa. Depois das reclamações durante o empate em 2 a 2 entre Flamengo e Ceará, ele agora o atacou via twitter. Em seu perfil, criticou a escalação do árbitro Sandro Meira Ricci, do DF, para o jogo Santos x Internacional, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

“O Flamengo foi prejudicado pela péssima arbitragem de Sandro Meira Ricci e foi eliminado na Copa do Brasil. Este árbitro me expulsou porque entrei no campo para evitar mais expulsões dos meus jogadores, que estavam muito nervosos. Agora, como prêmio pela péssima arbitragem que deu um grande prejuízo ao Flamengo, o Sérgio Corrêa escala Sandro Meira Ricci para o jogo Santos x Internacional, que marca a abertura do Campeonato Brasileiro. Será que tem alguma coisa pessoal comigo este senhor Sérgio Corrêa”, ironizou.

Luxemburgo já foi denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por ter invadido o campo no empate com o Ceará e será julgado na terça-feira. Além disso, Sandro Meira Ricci escreveu na súmula que o treinador do Flamengo o xingou na volta para o segundo tempo. O técnico se defendeu da acusação.

“Tinha gente demais ali na subida para o campo. Umas 500 pessoas xingaram e ele coloca na súmula que fui eu. O que eu posso fazer?”, argumentou Luxemburgo, enquadrado nos artigos 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código), com pena de uma a seis partidas de suspensão, e 243-F, § 1º (ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto), com pena de multa que varia entre R$ 100 e R$ 100 mil e suspensão que pode ser de quatro a seis partidas.

O goleiro Felipe também foi denunciado nos mesmos artigos que o treinador. O preparador físico Antônio Mello também responderá no tribunal pelo artigo 258 e o zagueiro Ronaldo Angelim será julgado apenas pela expulsão. O Ceará poderá ser punido com multa de R$ 100 a R$ 100 mil por deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: desordens em sua praça de desporto.

Leia tudo sobre: FlamengoBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG