Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Luxa sobrevive no Fla enquanto grandes do Rio trocam de técnico

Botafogo, Fluminense e Vasco já precisaram mudar o comandante de seus times durante o Campeonato Carioca

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

A dança dos técnicos não pegou Vanderlei Luxemburgo. Dos quatro grandes clube do Rio, ele é o único sobrevivente no comando do Flamengo desde o início do Campeonato Carioca. Campeão da Taça Guanabara e invicto na temporada, sabe que não é fácil se manter no cargo numa competição que envolve tanta rivalidade.

"Isso sempre acontece mesmo. A disputa fica muito igual e quem perde está morto. Eu penso no projeto e não me preocupo. Se o dirigente quiser fazer alguma mudança, é com ele", comentou Luxemburgo, que está 21 jogos sem perder com o Flamengo, sendo 20 este ano.

No Botafogo, Joel Santana caiu recentemente e foi substituído por Caio Júnior. Ricardo Gomes assumiu a vaga deixada por PC Gusmão, depois de um início desastroso com o Vasco. No Fluminense, mesmo campeão brasileiro em 2010, Muricy Ramalho pediu demissão depois do Fla-Flu da Taça Rio.

"O Joel tinha um trabalho ótimo. Todo mundo dizia que o Botafogo brigaria para não cair e ficou até o fim disputando uma vaga na Libertadores no ano passado. Tiraram o PC porque o Vasco não estava bem. Já a situação do Muricy foi diferente. A decisão de sair coube ao treinador, que não queria continuar por causa da estrutura do clube", explicou Luxemburgo.

Domingo, às 16h, contra o Macaém, em Volta Redonda, o Flamengo fecha a sua participação na fase de classificação da Taça Rio. Já classificado para a semifinal da competição, Luxemburgo não contará com David, suspenso, além de Leonardo Moura, Welinton e Willians, que estão pendurados.

Leia tudo sobre: FlamengoCampeonato Carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG