Tamanho do texto

Técnico do Fla sequer colocou Leonardo Moura no banco de reservas e usou quatro titulares desde o início

O técnico Vanderlei Luxemburgo comemorou o sucesso da estratégia de poupar jogadores na classificação do Flamengo para a fase internacional da Copa Sul-Americana, fato inédito para o clube. Na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR , quarta-feira, na Arena da Baixada, apenas quatro titulares começaram o jogo. Depois, mais três entraram no segundo tempo.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

“Foi bom como no jogo passado. Deixei o Leonardo Moura fora (ele sequer ficou no banco de reservas) e usei dois jogadores diferentes na lateral ( Fierro e Rafael Galhardo ). Ele apenas descansou, não fez qualquer atividade”, comentou Luxemburgo, que também não usou Júnior César , que ficou como opção no banco.

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

Assim como na vitória no jogo de ida, Luxemburgo colocou Ronaldinho em campo por cerca de 30 minutos no segundo tempo. Novamente, ele fez um gol, desta vez, aproveitando um desvio de Renato , depois de uma cobrança de escanteio de Bottinelli , quando ficou livre ao lado da trave.

“Quando eles começaram a vir muito para cima, decidi botar alguém em campo que os fizesse ir para trás novamente. Não precisava de um centroavante e, sim, de atacantes com mobilidade. Por isso, deixei Bottinelli, Negueba e Ronaldinho soltos”, disse Luxemburgo, brincando com o gol do craque. “Digo sempre que aquele canto é dos guardas de maquete”.

O Flamengo, agora, se prepara para enfrentar o Vasco , domingo, às 16h, no Engenhão, pela 19 a rodada do Campeonato Brasileiro. O time está na vice-liderança da competição, com 35 pontos, um a mais do que rival e dois atrás do líder Corinthians .