Presidente, corintiano declarado, não gostou de ver os são-paulinos aplaudirem os gols do adversário no último final de semana, em resultado que prejudicou seu time

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859601202&_c_=MiGComponente_C

Torcedor do Corinthians, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lembrou seu lado torcedor nesta terça-feira, em evento do setor sucroenergético em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Ele comentou a polêmica que toma conta das últimas rodadas do Campeonato Brasileiro e criticou a torcida dos são-paulinos contra seu próprio time, nó último final de semana.

Lula reprovou a atitude de torcedores do São Paulo, que comemoraram a derrota da equipe para o Fluminense por 4 a 1, no último domingo, na Arena Barueri, pela 36ª rodada do Brasileirão. "Nunca vi torcida bater palma para gol do adversário. Não é assim que o Corinthians joga", disse o presidente.

AE
O presidente da República em evento nesta terça-feira no interior paulista
O presidente da República em evento nesta terça-feira no interior paulista


Os são-paulinos comemoram a derrota para o Fluminense porque o resultado acabou prejudicando o rival Corinthians. Afinal, o time carioca assumiu a liderança isolada do Brasileirão, contando também com o tropeço corintiano na rodada, um empate por 1 a 1 com o Vitória, em Salvador.

Agora, faltando apenas duas rodadas para o final do campeonato, o Fluminense lidera com 65 pontos, apenas um a mais do que o Corinthians. E o time carioca jogará no próximo domingo contra outro grande rival corintiano: o Palmeiras, que deve entrar em campo apenas com jogadores reservas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.