Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Luis Álvaro promete tapa em Andrés se Ganso for pro Corinthians

Presidente do Santos usou o termo "bolachada" para ironizar a possível transferência do seu meia

Gazeta Press |

Gazeta Press
Ganso tem sido o pivô de polêmica entre Santos e Corinthians recentemente
Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, e Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, mandatário do Santos, pareciam bem entrosados na entrevista coletiva sobre a final do Campeonato Paulista. E usaram bom humor até para comentar o assunto que mais deveria estremecer a relação entre eles: Paulo Henrique Ganso, que pode estar a caminho do Parque São Jorge.

O dirigente do Santos abriu um sorriso ao dizer o que faria se perdesse seu camisa 10 para o arquirrival. "Ele vai tomar uma bolachada porque mentiu para mim", brincou, enquanto o corintiano ironizava sobre o aumento que o meia precisa ganhar para não deixar a Vila Belmiro. "Pague bem seu jogador", recomendou Andrés.

Ao lado do cartola santista, o presidente corintiano garantiu que não vai atrás de Ganso. Mas não o descarta. "Não vou mover uma palha para tirar o Ganso do Santos. Para deixar bem claro, o Luis Alvaro só soube que estavam oferecendo o Ganso porque eu contei. Mas, se ele estiver livre, pode ir para São Paulo, Palmeiras, Barcelona, Milan, e eu estarei na briga", prometeu.

Luis Álvaro, porém, não consegue imaginar seu time sem o armador, embora se recuse a dar garantias de que ele não vai para o Timão. "Não posso garantir nem que vou ficar vivo, que não vou sair daqui e ser atropelado. Só garanto um Santos poderoso e que hoje deixa de ser coadjuvante, é protagonista", apontou.

Com dificuldades para renovar com seu astro, o presidente do Santos frisa que não vai diminuir a multa rescisória, principal pedido dos empresários que gerenciam a carreira de Ganso. E faz piada com as notícias na Itália de um acerto com o Milan. "A imprensa italiana resolveu eleger o Paulo Henrique como personagem, mas os seus jornais podem servir para embrulhar peixe, não os peixeiros."

Contudo, sem motivação até para implorar pela permanência do craque, o dirigente gostaria que a discussão sobre uma saída de Ganso ficasse longe do time enquanto existe a briga pelo título paulista e a vaga nas quartas de final da Libertadores. E dá dicas ao atleta: o futebol e a economia brasileira está em alta e deve aumentar com a proximidade da Copa do Mundo.

"Se ele sair, é uma derrota dele. Ele deseja ir para a Europa, o que não inédito nem exclusivo, mas creio que está equivocado na hora de ir e, se não perceber isso, vai fazer bobagem", alertou. "Não seria uma decepção [ele sair]. A Lei Áurea assinada pela princesa Isabel acabou com a escravidão no Brasil. Esperamos que ele cumpra o seu contrato, mas ninguém deve jogar no Santos a qualquer preço, até porque, se você não está focado, cai de rendimento", completou.

Leia tudo sobre: santospaulo henrique gansocorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG